Acaba não, mundão: a Terceirona vai começar

O veterano e irrevente Aloísio Chulapa é a grande atração do Grêmio Maringá, que tem também jogador de Copa do Mundo no elenco (Foto: Reprodução / Facebook Aloísio Chulapa)
O veterano e irrevente Aloísio Chulapa é a grande atração do Grêmio Maringá, que tem também jogador de Copa do Mundo no elenco (Foto: Reprodução / Facebook Aloísio Chulapa)

Começa neste fim de semana, com um jogo no domingo e outro na segunda-feira, o Campeonato Paranaense da Terceira Divisão. Este ano, a competição está mais enxuta, devido ao reduzido número de participantes, apenas quatro, mas nem por isso deixa de ter atrativos. O principal é o Grêmio Maringá, renascida equipe, três vezes campeã paranaense da elite (1963, 1964 e 1977), que conta com dois experientes jogadores que já brilharam internacionalmente: Aloísio Chulapa e Alex Santos.

O primeiro é um atacante de 40 anos, irreverente, criador de vários bordões e autor de vários gols por equipes como Flamengo, Goiás, St-Etienne, PSG, Atlético Paranaense e São Paulo. O segundo é um meia de 38 anos, nascido na cidade e que começou na base do próprio Grêmio Maringá, mas que ganhou o mundo e se fixou no Japão, onde se naturalizou e defendeu a seleção do país nas Copas do Mundo de 2002 e 2006.

Mas não é só do Galo Guerreiro que vive esta Terceirona. Outro famoso em campo está no Colorado, único dos quatro times que nunca encarou a elite do Paranaense. Trata-se do zagueiro Alex Silva, 30 anos, famoso Pirulito. Com passagens pela seleção brasileira e medalha de bronze olímpica, o defensor tenta um recomeço em uma carreira que desandou nos últimos anos após incidentes de indisciplina.

O Futebol Metrópole acompanhará esta competição no sistema de Placar da Rodada, assim como foi feito com a Segundona Estadual.

Os participantes

Cambé (Cambé)

Cascavel CR (Cascavel)

Colorado (Colorado)

Grêmio Maringá (Maringá)

O regulamento

A fórmula de disputa é bastante simples e rápida. As quatro equipes se enfrentam em turno e returno. Os dois primeiros garantem acesso à Segundona de 2016 e disputam a final em duelo de ida e volta. Total de oito datas.

A primeira rodada

Domingo (30)

11 h – Cascavel CR x Colorado

Estádio 14 de Dezembro, Toledo

Segunda-feira (31)

20 h – Cambé x Grêmio Maringá

Estádio do Café, Londrina

Pitada de história – Quem foram os campeões e onde estão

1991 – Ubiratã (inativo)

1997 – Prudentópolis EC (extinto)

1998 – Nacional de Rolândia (disputou a 1.ª Divisão nesta temporada, mas foi rebaixado para a Segundona)

1999 – Telêmaco Borba (inativo)

2000 – Renove (a equipe de Fazenda Rio Grande se fundiu com o São Vicente do Santa Cândida e virou o Renovicente da Suburbana)

2001 – Águia de Mandaguari (inativo)

2002 – Dois Vizinhos (inativo)

2003 – Sport Paraná de Formosa do Oeste (inativo)

2008 – Serrano Centro-Sul (atual Prudentópolis FC, jogou a 1.ª Divisão nesta temporada, mas foi rebaixado para a Segundona)

2009 – Pato Branco (jogou a Segundona nesta temporada e foi eliminado nas Quartas de Final)

2010 – Grêmio Metropolitano (atual Maringá, jogou a 1.ª Divisão nesta temporada e foi eliminado nas Quartas de Final)

2011 – Júnior Team (inativo)

2012 – Francisco Beltrão (jogou a Segundona nesta temporada e desistiu perto do fim da competição, sendo rebaixado)

2013 – FC Cascavel (jogou a 1.ª Divisão nesta temporada e foi eliminado nas Quartas de Final)

2014 – Andraus (jogou a Segundona nesta temporada e foi eliminado nas Quartas de Final)

About the author

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: