Bangu vence Capão Raso em duelo de campeões da Copinha

Hantson comemora o gol da virada do Bangu: atual campeão bateu o bicampeão das duas primeiras edições

Pela primeira vez na história da Copa de Futebol Amador da Capital, dois campeões se enfrentaram. Quem levou a melhor foi o Bangu, que bateu o Capão Raso por 3 a 1, de virada, na abertura da edição 2018 da competição, no José Carlos de Oliveira Sobrinho. Na partida deste sábado (7), o bicampeão de 2014 e 2015 saiu na frente com um gol do estreante Dinda, mas tomou a virada do campeão de 2017 com gols de Joãozinho, Hantson e Halyson.

“Início de campeonato, trabalho novo e jogamos primeira vez juntos. Fizemos um primeiro tempo bom até metade do segundo, mas depois faltou perna e estávamos sem opções no banco. Ainda vai chegar gente para agregar ao grupo e deveremos fazer um bom campeonato”, disse Alex Paiva, que estreou com a camisa 3 do Capão Raso.

“Começamos bem na estreia, tínhamos feito um bom amistoso na quinta e sabíamos que ia ser jogo difícil contra uma equipe forte do Capão Raso, mas conseguimos jogar bem e sair com a vitória”, afirmou Hantson, que deixou um gol na estreia dele pelo Bangu.

Os dois times voltam a jogar no próximo sábado (14) às 15h30. O Bangu recebe o Grêmio Ipiranga no Manoel Garcia de Andrade, novo local de mando do Rubro-Negro. O Capão Raso vai ao Elba de Pádua Lima e enfrenta o Palmeirinha.

O jogo

O primeiro tempo começou centrado no meio-campo, mas logo começou a aparecer o jogo de Juliano pelo Capão Raso e de Valdir pelo Bangu. Aos 8 minutos, uma falta para o Capão Raso foi marcada no lado esquerdo, perto da área. Na sequência, um momento curioso: o time da casa havia começado a partida de verde e vermelho e camisas brancas chegaram para que se diferenciarem do Bangu, que vestiu rubro-negro.

Com a bola rolando, aos 9 minutos, Juliano teve a precisão suficiente para encontrar a cabeça de Dinda. O camisa 9, estreante como o camisa 14, abriu o marcador.

Nos minutos que se seguiram, as equipes perderam chances dos dois lados. Aos 19 minutos, uma falta esquinada do lado direito foi batida por Joãozinho e a bola foi sem desviar até o fundo das redes. Foi o empate do Bangu.

A partir daí, o jogo começou a ficar centrado no meio de campo, com Juliano e Michael de um lado e Hantson e Joãozinho do outro comandando as ações, mas vendo as defesas se saírem melhor.

Na segunda etapa, com mais elenco, tinha 20 jogadores relacionados contra 13 do adversário, o Bangu passou a ter mais espaço. No entanto, a virada veio na bola parada. Hantson acertou um belo chute aos 23 minutos.

No ataque do Capão Raso, chances surgiram, mas o goleiro Ricardo estava em uma boa tarde, defendendo cabeçadas de Dinda e falta batida por Michael.

O golpe de misericórdia rubro-negro veio aos 35 minutos. Em uma jogada de velocidade, Halyson bateu na saída de Gênesis e fechou o marcador.

Ficha técnica:

Capão Raso 1 x 3 Bangu

Estádio José Carlos de Oliveira Sobrinho, Capão Raso, Curitiba

Capão Raso: Gênesis; Marcinho, Alex Paiva, Jean (Marcos) e Go; Juarez (Kal), Juliano, Fernando e Michael; Lipe e Dinda. Técnico: Júnior Saurim.

Bangu: Ricardo; Ronan (Halyson), Paulo Sérgio, Merci e Léo; Diego (Ricardinho), Valdir, Hantson e Joãozinho (Elizeu); Luizinho (Alysson Neguinho) e Adriano Portela (Adriano Gloneke). Técnico: Jeferson Silveira.

Arbitragem: Roger Fernando Guimarães, André Assunção Estevan e Daniel Olívio Tschöke.

Gols: Dinda (CPR, aos 9’/1.º), Joãozinho (BAN, aos 19’/1.º), Hantson (BAN, aos 23’/2.º), Halyson (BAN, aos 35’/2.º).

Cartões Amarelos: Jean, Juarez, Fernando e Juliano (CPR); Léo, Halyson, Alysson Neguinho e Adriano Gloneke (BAN).

Confira as imagens da partida:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: