#BrasileirãoFreak – 07/12

brasfreak

É o último #BrasileirãoFreak da temporada. Pena que perdemos algumas semanas devido ao problema que parou nosso blog por um tempo. Sendo assim, é um #BrasileirãoFreak de balanço das duas divisões principais do Brasileirão. Sendo assim, vamos aos números e até 2016.

Série A

– Corinthians fechou com 81 pontos: maior pontuação da era dos pontos corridos com 20 equipes, cinco pontos acima da média inglesa, de de 76 pontos, o que mostra que não foi um campeonato tão equilibrado lá em cima (até porque 12 pontos não é nada que se tira ou se constrói de hora para outra)

– O São Paulo pegou Libertadores com 62 pontos. Bastante perto dos 63 que geralmente são estipulados.

– Apenas um time da primeira parte da tabela fechou com saldo negativo: Atlético-PR (10.º) com -5. Apenas um time da parte de baixo da tabela fechou com saldo positivo: Ponte Preta (11.º) com +1.

– O melhor carioca foi o Flamengo, com uma modesta 12.ª posição. Crise no Rio.

– 43 pontos foram suficientes para salvar o Figueirense. Ligeiramente abaixo da previsão inicial de 45, ligeiramente acima dos 41 que se chegou a cogitar em certo momento.

– O resultado mais repetido no campeonato, 24 vezes, foi vitória do Corinthians. Supremacia.

– O resultado menos repetido no campeonato, apenas 4 vezes, foi empate do Flamengo. Win or wall.

– O Corinthians teve mais gols de saldo, 40, que o quinto colocado Internacional teve de gols marcados, 39.

– O time que ficou mais tempo consecutivo no G4 foi o Atlético-MG: da 9.ª Rodada em diante.

– Sequência de líderes por rodadas: Sport (1), Corinthians (2), Sport (3), Atlético-PR (4-6), São Paulo (7), Sport (8-10), Atlético-MG (11-17), Corinthians (18-38).

– O Joinville foi a equipe mais regular do campeonato: terminou todas as 38 rodadas na zona de rebaixamento.

Série B

– Mais equilibrada, a Série B não teve ninguém na média inglesa. Botafogo ficou com 72, quatro abaixo, mas mesmo assim abriu 5 pontos para o vice-campeão Santa Cruz.

– O América-MG subiu em quarto com 65 pontos, um escore relativamente alto.

– Até a 11.ª colocação, saldos positivos. Depois, só negativos.

– Os 44 pontos do Oeste foram suficientes para salvação. Bastante perto da projeção de 45 pontos do início do campeonato.

– O resultado mais repetido, 23 vezes, foi derrota do Mogi Mirim. Lanterna com méritos.

– O resultado mais repetido, apenas três vezes, foi empate do Bragantino. Coluna do meio é superestimada.

– O time com mais tempo consecutivo no G4 foi o Botafogo: 37 rodadas, isto é, desde a 2.ª Rodada lá.

– Sequência de líderes por rodadas: CRB/Macaé/Sampaio Corrêa (1), Botafogo (2), Náutico (3), Bahia (4), Botafogo (5-16), Vitória (17-21), Botafogo (22-38).

– O time rebaixado que entrou mais cedo sem sair da ZR foi o Mogi Mirim, na degola por 37 rodadas, lá desde a 2.ª.

Freakadas alheias

Como ninguém postou nada sob a hashtag #BrasileirãoFreak neste período entre a coluna anterior e agora, nos despedimos com o tradicional ¯_(ツ)_/¯.

About the author

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: