Erro grotesco de arbitragem tira Atlético da Copinha

id_18_escudo_fpf_70

Um pênalti polêmico e um gol irregular em que houve falta clara no goleiro Warleson definiram a eliminação do Atlético na Copa São Paulo de Futebol Junior. A derrota por 2 a 1 para o São Paulo, no Martins Pereira, em São José dos Campos, na noite desta quinta-feira (15), fez com que encerrasse a participação do futebol paranaense já na segunda fase da competição. Bruno Mota marcou para o Furacão e Inácio fez duas vezes para o Tricolor Paulista, que enfrenta o Criciúma nas oitavas de final.

GrupoV

O Atlético começou a partida explorando bem as jogadas pelo lado de campo e abriu o marcador com Bruno Mota, que escorou aos 18 minutos cruzamento rasteiro de Crysan.

Ainda no primeiro tempo, a arbitragem de Vinicius Gonçalves Dias de Araújo começou a roubar a cena. Aos 21 minutos, o apitador de Guaratinguetá marcou pênalti de Breno. A bola bateu no braço do jogador, que estava atrás do corpo. Após a partida, o meia João Pedro do Atlético revelou a conversa na área. “Ele estava de costas no lance do pênalti, aí o juiz disse ainda na área que não daria amarelo porque ele não teve intenção no lance”, disse à Rede Vida. Inácio converteu e empatou a partida aos 22 minutos.

Na segunda etapa, o jogo foi decidido num lance que tem potencial para ser o erro de arbitragem mais grotesco de 2005, ano que chegou à metade do primeiro mês. Aos 28 minutos, Inácio foi lançado e o goleiro Arleson fez a defesa, dominando a bola nas mãos. O atacante são-paulino trombou com o guarda-metas no lance que estaria encerrado, o que seria falta e falta para cartão. Porém, Vinícius Gonçalves Dias de Araújo nada marcou e Inácio fez o gol da classificação do time paulista.

About the author

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: