Guia da Rodada do Paranaense (Volta das Quartas de Final e 2.ª do Torneio da Morte)

pr2015

Depois desta rodada, apenas quatro equipes estarão no caminho do título. É o funil do Estadual se aprofundando. Metade dos mandantes jogará sem precisar vencer, casos de Coritiba e Maringá. O Operário jogará por vitória simples, enquanto que o J. Malucelli precisará de usar seu campo a favor para reverter uma desvantagem expressiva. Nada está definido, por mais que alguns duelos pareçam encaminhados. Se houver empate nas séries, a decisão irá para os pênaltis.

Esta é a tabela de cruzamentos do Paranaense até o momento. Clique para ver em tamanho maior
Esta é a tabela de cruzamentos do Paranaense até o momento. Clique para ver em tamanho maior

Quartas de final

CoutoPereira

Quarta-feira, 8 de abril – 19h30 – (3) Coritiba x FC Cascavel (1) – Major Antônio Couto Pereira, Curitiba

Televisionamento: Premiere.

Arbitragem: Leonardo Sígari Zanon, Ivan Carlos Bohn e Felipe Gustavo Schimdt.

Da última vez: No último domingo, o Coritiba sedimentou uma importante vantagem abrindo o marcador com Alan Santos e ampliando com dois gols do artilheiro Rafhael Lucas. Perto do fim, de pênalti, Everton diminuiu para o FC Cascavel. FC Cascavel 1 x 3 Coritiba.

Desta vez: A vantagem coxa-branca é expressiva e a diferença técnica entre as equipes é grande. Porém, o futebol tem dessas coisas e, para protocolar a vaga nas semifinais e enfrentar o vencedor do duelo do Café, o Coxa precisará ao menos de uma jornada regular e segura.

WillieDavids

Quarta-feira, 8 de abril – 21h50 – (2) Maringá x Londrina (1) – Willie Davids, Maringá.

Televisionamento: Globo-RPC e Band-Tarobá (ambas apenas para Norte e Noroeste).

Arbitragem: Rafael Traci, Diogo Morais e André Luiz Severo.

Da última vez: No último domingo, o jogo começou parecendo que terminaria com vitória do Tubarão, principalmente após o gol de Rone Dias. Porém, a Zebra reagiu com Max e Rodrigo Dantas, garantindo a vantagem para o jogo de volta. Londrina 1 x 2 Maringá.

Desta vez: É um clássico, mas, se o Maringá souber usar a vantagem ao seu favor, pode até aumentar a margem. Aí entrará a fronteira entre apenas se defender e saber usar o desespero do adversário a favor, na base dos contra-ataques. Ao Londrina resta atacar para reverter o quadro justamente no estádio em que deu a volta olímpica no ano passado.

GermanoKruger

Quarta-feira, 8 de abril – 22 horas – (0) Operário x Paraná (0) – Germano Krüger, Ponta Grossa

Televisionamento: Premiere, Globo-RPC e Band-Tarobá (estas duas exceto para regiões Norte e Noroeste)

Arbitragem: Felipe Gomes da Silva, Victor Hugo Imazu dos Santos, Julio Cesar de Souza.

Da última vez: Jogo nervoso no último sábado no Couto Pereira. Algumas chances de gol ficaram perto de gerar a abertura do placar, mas não deu para ninguém. Paraná 0 x 0 Operário.

Desta vez: Jogar em casa é bom para o Operário, que terá apoio da torcida. Jogar fora de casa é bom para o Paraná, que tem um polpudo tabu: não perde no interior em jogos de Campeonato Paranaense há três anos. Como o Nyan Cat é personagem de ficção, a peleja terminará mal para um dos dois, mesmo que vá para os pênaltis, lembrando que, na fase de liga, o Tricolor nadou de braçadas no Germano Krüger (sem precisar daquela piscina olímpica que aparece ali na imagem de satélite ao lado do estádio).

Ecoestadio

Quinta-feira, 9 de abril – 19h30 – (1) J. Malucelli x Foz do Iguaçu (3) – Eco Estádio Janguito Malucelli, Curitiba.

Televisionamento: nenhum.

Arbitragem: Edivaldo Elias da Silva, Pedro Martinelli Christiano, Marcelo Pavan.

Da última vez: Contra os prognósticos baseados na melhor campanha do Jotinha, no último domingo, o Foz atropelou. Quirino, Perini e Geovane marcaram para o Azulão da Fronteira e Netinho descontou. Foz do Iguaçu 3 x 1 J. Malucelli.

Desta vez: O J. Malucelli não é um time de massas, longe disso. O fator casa é mais o conhecimento do gramado. Porém, resta saber se terá punch para sair desta situação complicada na competição, sendo que o Foz mostrou ser um time com bastante força para grandes jogos.

 

Torneio da Morte

NewtonAgibert

Quarta-feira, 8 de abril – 20 horas – (4.º) Prudentópolis x Rio Branco (3.º) – Newton Agibert, Prudentópolis

Televisionamento: nenhum

Arbitragem: Everaldo Lambert Modesto, João Fabio Machado Brischiliari, Flavio Augusto Alves.

Da última vez: O último duelo entre as equipes foi na 3.ª Rodada da 1.ª Fase, no dia 8 de fevereiro. O Rio Branco levou a melhor com gols de Paulo Henrique e Bruno Andrade no Newton Agibert. Prudentópolis 0 x 2 Rio Branco.

Desta vez: Jogo fundamental para ambas as equipes. Uma derrota significa a lanterna absoluta e a aproximação do rebaixamento, ainda mais com o líder podendo abrir seis pontos e o segundo colocado ficar com pelo menos quatro. Até um empate pode ser um mau negócio, jogando pressão para as próximas quatro rodadas.

ErichGeorg

Quinta-feira, 9 de abril – 19h30 – (2.º) Nacional x Atlético (1.º) – Erich Georg, Rolândia

Televisionamento: Premiere

Arbitragem: Paulo Roberto Alves Junior, Arestides Pereira da Silva Junior, Leandro Luiz Zeni.

Da última vez: Jogando na Arena da Baixada, o Atlético aplicou a maior goleada até agora na competição. Os gols foram de: Gustavo, João Pedro (contra), Cléo, Natanael, Edigar Junio, Dellatorre e Hernani. Atlético 7 x 0 Nacional.

Desta vez: Quem vencer assume a liderança isolada do Torneio da Morte e se aproxima da salvação, pois terão decorridas 1/3 das rodadas, sendo que a média inglesa que indica a provável pontuação do campeão é de 12 pontos, o dobro dos pontos que serão conquistados nesta hipótese. Vencer também abre a possibilidade, assim, de chegar já na quarta rodada sem se preocupar com o descenso. O palpite deste blog, no entanto, é salvação com a média inglesa, sendo que o campeão estará acima dela com pelo menos uns 14 pontos.

About the author

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: