Iguaçu vence Santa Quitéria e está a um empate do título

Marcelo Tamandaré comemora gol do Iguaçu: time de Santa Felicidade fez a lição de casa e pode conquistar taça na próxima semana
Marcelo Tamandaré comemora gol do Iguaçu: time de Santa Felicidade fez a lição de casa e pode conquistar taça na próxima semana

Com um gol de Marcelo Tamandaré, o Iguaçu venceu o Santa Quitéria por 1 a 0 na partida de ida da decisão da Série A da Suburbana. O resultado deste sábado (12) no Egydio Ricardo Pietrobelli deixa o time de Santa Felicidade a um empate do título que não vem desde 2012. O Santa Quitéria precisa vencer por qualquer resultado no sábado que vem, dia 19, no Maurício Fruet, com a bola para os adultos rolando às 16h30 (deverá ter uma partida juvenil de preliminar a confirmar às 14h30), para forçar a realização da terceira partida em campo neutro a ser decidido.

Esta situação é curiosamente a mesma que o Santa Quitéria levou do primeiro jogo no ano passado, quando na casa do adversário fez uma partida de espera e poucos erros e conquistou o título com um 0 a 0. “Exatamente, é resultado invertido do ano passado e temos de fazer a mesma coisa que o Quitéria ano passado: fechar time, sair na boa, e marcar bem o meio deles que tem muita qualidade. Quitéria estava com posse e com nosso gol, que foi bem trabalhdo, dispersaram. Não há nada ganho ainda e no jogo de volta temos de manter mesmo foco”, disse o volante Adam do Iguaçu.

“A gente buscou o gol a todo momento e com esse negócio de não ter saldo, a gente tentou o empate. Agora vamos pensar no sábado para buscar o terceiro jogo. Precisamos jogar mais e ter cuidado com a bola no Tamandaré, pois o gol foi erro nosso e isso deu na nossa derrota”, disse Lito, lateral do Santa Quitéria.

O jogo

Os primeiros minutos de jogo apresentaram o Santa Quitéria melhor em campo, dominando o meio de campo, ganhando rebotes e muitas vezes roubando a bola na pressão sobre a defesa do Iguaçu. O time auriverde teve a chance de abrir o marcador com Robson e com Jônatas Omelete, mas parou na trave e na falta de pontaria.

Aos 26 minutos do primeiro tempo, a bola foi lançada ao ataque do Iguaçu, após um bate e rebate, a bola sobrou rolada para Marcelo Tamandaré escolher o canto e ir para o abraço, abrindo o marcador diante de um ótimo público que enfrentou uma tarde cinzenta e surpreendentemente fria para ver a primeira perna da decisão.

O gol fez o time do Santa Quitéria perder o ímpeto e a passar a ser dominado. Os visitantes demonstraram nervosismo especialmente na hora do passe para o ataque e com o passar do tempo passaram a abusar das verticalizações e obtiveram mais perigo em uma blitz no começo da etapa final e também no abafa dos acréscimos. Melhor para o Iguaçu, que, numa boa jornada decisiva, vê a Taça Mário Lipinski se aproximar de sua sala de troféus.

Desentendimento na mudança

Perto dos acréscimos da partida, quando o Santa Quitéria pressionava, o técnico Juninho chamou inicialmente dois jogadores para o terceiro movimento perdido e depois mais um para completar suas alterações previstas. Porém, por uma falha de comunicação, Tomate acabou entrando antes de ficar sabendo que era para esperar e deixou dois companheiros irritados sem poder entrar. O Iguaçu não pôde mudar porque não poderia mais parar a partida para isso.

Nos juvenis, Novo Mundo larga com vantagem sobre o Vila Fanny

Na preliminar de juvenis, ainda pela ida das semifinais, o Novo Mundo fez valer o favoritismo e venceu o Vila Fanny, que herdou a vaga do Capão Raso, eliminado por escalação irregular no TJD, por 2 a 1.

Depois de um primeiro tempo muito truncado, o Novo Mundo saiu na frente aos 18 minutos do segundo tempo. Bruno Viana marcou um gol olímpico do lado direito. Logo aos 22 minutos, cobrando pênalti, Mateus ampliou para o atual vice-campeão da Suburbana Juvenil.

O Vila Fanny diminuiu também na bola parada com Tiago, de falta, aos 36 minutos. Um empate classifica o Novo Mundo para a final e o Capão Raso precisa vencer a partida de volta, inicialmente marcada para dia 19, mas sem local definido, para levar para os pênaltis.

Ficha Técnica:

Iguaçu 1 x 0 Santa Quitéria

Estádio Egydio Ricardo Pietrobelli, Santa Felicidade, Curitiba

Iguaçu: Rodrigo; Luisinho Netto, Dudu, Aderaldo e Emerson; Adam, Léo Gago (Tomate), Marcelo Moscatelli e Hideo; Pablo (Romário) e Marcelo Tamandaré (Thiaguinho). Técnico: Juninho.

Santa Quitéria: Jonas; Lito, Baloy, Jair e Marabá; Aroldo, Edson Grilo (Luan), Orlei (Jean) e Massai; Robson (Ratinho) e Jônatas Omelete (Dinda). Técnico: Valmir Constantino.

Arbitragem: Rodolpho Toski Marques, Ivan Carlos Bohn e Heitor Alex Eurich.

Gol: Marcelo Tamandaré (IGU, aos 26’/1.º).

Cartões Amarelos: Emerson (IGU), Jair, Edson Grilo (SQT).

Confira imagens das partidas:

Este slideshow necessita de JavaScript.

About the author

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: