Iguaçu vence Uberlândia na abertura da Suburbana

Feijão comemora o seu gol, o segundo do Iguaçu: meia-atacante reestreou na Suburbana após fratura na decisão da temporada passada

Em partida realizada na tarde de sábado (28), no Egydio Ricardo Pietrobelli, o Iguaçu bateu o Uberlândia por 2 a 0. Os gols do jogo válido pela rodada de abertura da Série A da Suburbana foram feitos por Aderaldo e Feijão, este retornando sete meses após uma fratura na perna na decisão da competição do ano passado.

“Voltar aqui no campo que quebrei a perna e encarar e fazer um gol. Chorei quando voltei. Agradecer minha esposa Tatiane por tudo. Foi um jogo duro, só dois no banco, jogador que machuca e câimbra, foi uma grande partida”, disse Feijão, meia-atacante do Iguaçu. “O positivo dá para tirar o bom futebol que mostrou. Antes do primeiro gol do Iguaçu, falta que não foi falta. Jogamos futebol que queria que jogassem. Nossa reformulação foi boa e que tem coisa lá na frente que podemos extrair, pois classifica oito e esta caminhada é longa. Mesmo renovando muitas peças, vai chegar lá na frente”, disse o técnico do Uberlândia Joãozinho Ribeiro.

O resultado deixa o Iguaçu, atual bicampeão, igualado a Novo Mundo e Nova Orleans na liderança com 3 pontos e +2 de saldo. O Uberlândia divide a 10.ª posição com Fortaleza e Santa Quitéria, com nenhum ponto e saldo -2. Os dois times voltam a campo na próxima semana, na rodada do dia 4 de agosto. O Uberlândia faz clássico contra o Novo Mundo no Manoel Gustavo Schier, enquanto que o Iguaçu recebe o Imperial no Egydio Ricardo Pietrobelli. Os juvenis entram em campo às 13h30 e os adultos às 15h30.

O jogo

O Uberlândia apostou num sistema com três zagueiros, enquanto que o Iguaçu apostou em jogadores mais móveis no setor ofensivo. O jogo foi pesado, com muitas faltas, algumas em frente ao gol. Depois de chances com Léo Gago, o Iguaçu chegou ao gol aos 24 minutos quando Aderaldo bateu com categoria no canto de Rafael.

Atrás no marcador, o Uberlândia tentou partir para cima e passou a deixar espaços nos lados da defesa. E foi assim, aos 37 minutos que Feijão apareceu livre no lado direito do ataque em um contra-ataque. O camisa 10 arrancou por 30 metros até ter a marcação de Jonathan, que foi driblado. Feijão chegou no fundo e bateu quase sem ângulo na saída do goleiro. Na comemoração, apontou para a perna que havia fraturado no ano passado no mesmo campo em que mostrou estar recuperado e chorou emocionado até receber o abraço dos companheiros.

Na segunda etapa, o Iguaçu passou a controlar mais o ritmo da partida, quebrando a correria com jogo de passes. O Uberlândia tentou forçar o jogo pelos lados, especialmente com os alas Rodrigo e Boquita. A partida ficou mais nervosa, com jogadas fortes e os dois técnicos reclamando da atuação de Marcelo Sales Corrêa. Luisinho Netto chegou a ser repreendido pelo apitador. Joãozinho Ribeiro acabou expulso após reclamação.

Quem foi mais cedo para o vestiário também foi Léo Gago, que recebeu o segundo cartão amarelo aos 33 minutos da etapa final e deixou o Iguaçu com um a menos.

O Haiti é aqui

A partida marcou a estreia de um zagueiro haitiano no Uberlândia. Trata-se de Cliventon Georges. O técnico Joãozinho Ribeiro analisou a estreia do defensor como positiva. “É um jogador esforçado, entende tudo que a gente diz e a cada dia entende o estilo brasileiro de jogo e digo que lá na frente será uma das grandes surpresas da competição”, elogiou o treinador.

A presença do defensor caribenho acabou mobilizando até a comissão técnica da seleção haitiana. Caso agrade os observadores, poderemos ter uma situação bem curiosa: um jogador sendo convocado para uma seleção nacional atuando no futebol amador brasileiro. “Existe comunicado da Federação que vai observá-lo. Olha o nível do nosso futebol”, completou.

Planilhas

Chamou a atenção a estrutura do futebol do Iguaçu: um departamento de análise de desempenho. A novidade, que tornou-se comum no futebol profissional nacional nos últimos anos, já vinha sendo timidamente utilizada por alguns clubes amadores desde o ano passado. Agora, chegou ao futebol amador de vez, com vários analistas passando informações para o treinador.

Nos juvenis, a igualdade imperou

Iguaçu e Uberlândia largaram com empate no Juvenil

Na preliminar de juvenis, um jogo bastante movimentado entre Iguaçu e Uberlândia, apesar dos dois gols e o placar em 1 a 1. O Iguaçu mostrou um time com padrão de toque de bola, enquanto que o Uberlândia apostou na velocidade de seus avantes.

Com chances para todos os lados, o placar seguiu fechado até 25 minutos do segundo tempo. E foi com o Iguaçu usando a bola parada. Após escanteio da direita, o zagueiro César subiu mais alto que todo mundo e abriu o marcador.

O empate do Uberlândia veio em boa jogada de Igor, um dos destaques da partida. Aos 32 minutos, ele arrancou se livrou da marcação e bateu forte da entrada da área.

Ficha Técnica:

Iguaçu 2 x 0 Uberlândia

Estádio Egydio Ricardo Pietrobelli, Butiatuvinha, Santa Felicidade, Curitiba

Iguaçu: Filipe Panek; Tonton (Neto), Emerson, Douglão e Aderaldo; Helton, Russo, Léo Gago, Feijão e Bruninho (João Paulo); Alex Pinhais. Técnico: Luisinho Netto.

Uberlândia: Rafael; Cliventon Georges (Diego Lubianco), Luan e Jonathan; Rodrigo, Nepo, Renan, Franklin (Rafinha) e Boquita; Maurício e Daniel (Marlon). Técnico: Joãozinho Ribeiro.

Arbitragem: Marcelo Sales Corrêa, Tom Gomes Rocha, Lucas Henrique Gowatiski.

Gols: Aderaldo (IGU, aos 24’/1.º), Feijão (IGU, aos 37’/1.º).

Cartões Amarelos: Filipe Panek, Tonton, Léo Gago, João Paulo (IGU); Cliventon Georges, Jonathan, Rodrigo, Diego Lubianco, Rafinha (UBE).

Cartão Vermelho: Léo Gago (IGU, aos 33’/2.º, dupla advertência).

Confira imagens das partidas:

Este slideshow necessita de JavaScript.

About the author

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: