Monthly Archives: Janeiro 2015

Guia da 1.ª Rodada do Campeonato Paranaense 2015

pr2015

Vai começar. Após uma pré-temporada um pouco mais espaçada que nos outros anos, o 101.º Campeonato Paranaense começará. Serão 17 datas, 87 jogos (contando com o Torneio da Morte e a Final do Interior) e um só campeão entre os 12 times que entraram na disputa. E aqui, no Futebol Metrópole, apresentamos a primeira rodada da competição:

ErichGeorg

Sábado, 31 de janeiro – 17 horas – Nacional x Coritiba – Erich Georg, Rolândia

Televisionamento: Premiere

Arbitragem: Fábio Filipus, Júlio César de Souza e Felipe Gustavo Schmidt.

Da última vez: Pela 6.ª Rodada do Paranaense de 2013, no dia 27 de março daquele ano, o mando de jogo foi do Nacional, que saiu na frente aos 9 minutos de jogo com Henrique. O Coritiba, que viria a ser campeão, parecia que iria sair do Norte com uma derrota para o NAC, que terminaria na lanterna, mas o zagueiro Chico empatou a partida aos 47 minutos do segundo tempo. Nacional 1 x 1 Coritiba.

 

VilaCapanema

 

Sábado, 31 de janeiro – 19h30 – Paraná x Prudentópolis – Durival Britto e Silva (Vila Capanema), Curitiba

Televisionamento: Premiere

Arbitragem: Rogério Menon da Silva, Ivan Carlos Bohn e André Luiz Severo.

Da última vez: Pela 6.ª Rodada do Paranaense 2014, no dia 16 de fevereiro, o Paraná levou a melhor com relativa facilidade. Brinner marcou aos 9 minutos, Fernando Gabriel ampliou aos 43. Na segunda etapa, aos 16 minutos, o atacante Giancarlo deu números finais à goleada. Paraná 3 x 0 Prudentópolis.

 

OlimpicoRegional

Domingo, 1.º de fevereiro – 17 horas – FC Cascavel x Atlético – Olímpico Regional Arnaldo Busatto, Cascavel

Televisionamento: Globo-RPC, Band-Tarobá e Premiere

Arbitragem: Felipe Gomes da Silva, Moisés Aparecido de Souza e Jefferson Cleiton Piva da Silva.

Da última vez: Duelo inédito. FC Cascavel e Atlético nunca se enfrentaram em competições oficiais da categoria adulta.

 

WillieDavids

Domingo, 1.º de fevereiro – 17 horas – Maringá x Operário – Willie Davids, Maringá

Televisionamento: nenhum

Arbitragem: Rodolpho Toski Marques, Bruno Boschillia e Luciano Roggenbaum.

Da última vez: No paranaense de 2014, o duelo foi em Ponta Grossa pela 8.ª Rodada, no dia 23 de fevereiro. A vitória do Fantasma veio com um gol do atacante Jorge Preá, hoje no FC Cascavel, de pênalti, aos 44 minutos do segundo tempo. Operário 1 x 0 Maringá.

 

EstádiodoCafé

 

Domingo, 1.º de fevereiro – 17 horas – Londrina x Foz do Iguaçu – Jacy Scaff (Estádio do Café), Londrina

Televisionamento: nenhum

Arbitragem: Selmo Pedro dos Anjos Neto, Diego Grubba Schitkovski e Diogo Morais.

Da última vez: Londrina e Foz de Iguaçu irão se enfrentar pela primeira vez após 3 anos e meio. O último duelo foi pela Divisão de Acesso de 2011, na nona e última rodada do 2.º Turno da Fase de Classificação, no dia 31 de julho de 2011. Jogando em Foz do Iguaçu, o Tubarão e o Azulão do Oeste fizeram um duelo cheio de gols e com placar espetacular. Foz do Iguaçu 3 x 3 Londrina.

 

Ecoestadio

 

Domingo, 1.º de fevereiro – 17 horas – J. Malucelli x Rio Branco – Ecoestádio Janguito Malucelli, Curitiba

Televisionamento: nenhum

Arbitragem: Edivaldo Elias da Silva, Pedro Martinelli Christino e Arestides Pereira da Silva Jr.

Da última vez: Pela 5.ª Rodada do Paranaense 2014, no dia 8 de fevereiro, no próprio Ecoestádio, Jotinha e Rio Branco fizeram um duelo interessante. Com Bruno Batata, aos 9 minutos, e Thomas, aos 46 minutos, o time do Barigui abriu vantagem de 2 a 0. Mas a vantagem alvicinza virou fumaça, ou melhor, Jonathan Fumaça: o atacante do Leão da Estradinha marcou aos 11 e aos 16 minutos do segundo tempo e sacramentou o placar final. J. Malucelli 2 x 2 Rio Branco.

 

Leave a Comment

Filed under Metrópole adentro

Guia das Cidades – Paranaense 2015 – Índice

1-Todas as cidades

Faltando poucos dias para o Paranaense (o pontapé inicial é no sábado), você pode conferir um pouco sobre todas as cidades com times na competição. O Futebol Metrópole apresentou durante este mês um pequeno guia para que todos entrem no clima do 101.º Campeonato Paranaense. Confira os capítulos:

Apresentação – Como funciona

Paranaguá (Rio Branco)

Curitiba (Coritiba, Atlético, Paraná, J. Malucelli)

Ponta Grossa (Operário)

Prudentópolis (Prudentópolis FC)

Rolândia (Nacional)

Londrina (Londrina EC)

Maringá (Maringá FC)

Cascavel (FC Cascavel)

Foz do Iguaçu (Foz do Iguaçu FC)

Leave a Comment

Filed under Metrópole adentro

Guia das Cidades – Paranaense 2015 – Foz do Iguaçu

10-Foz

Hoje, no Futebol Metrópole, na última parte do Guia das Cidades do Paranaense 2015, Foz do Iguaçu, grande destino turístico brasileiro e que viu seu time confirmado quase de última hora na elite do Paranaense 2015.

Foz do Iguaçu fica no Extremo Oeste do Paraná e faz fronteira com Paraguai e a Argentina. A cidade tem como data de fundação 10 de junho de 1914, mas tem história que remonta ainda ao século XVI. Após pelo menos 6 mil anos com vários grupos sucedendo-se pela região, os últimos sendo os caingangues, o espanhol Álvar Núñez Cabeza de Vaca, em 1572, tornou-se, guiado pelos indígenas, o primeiro europeu a chegar às Cataratas do Iguaçu e alcançar o Paraguai. Só em 1881 que os primeiros colonos chegaram à região e em 1897 um quartel foi erguido. Iguassu virou vila do município de Guarapuava em 1910 e em 1914 se emancipou, virando Foz do Iguaçu em 1918. A cidade tem atualmente 263.467 habitantes, sendo a sétima maior do Paraná.

A economia de Foz de Iguaçu gira em torno de dois pilares: turismo e eletricidade. A eletricidade é devido a ser sede da maior usina hidroelétrica do mundo, Itaipu. O turismo é catapultado pelo Parque Nacional do Iguaçu, criado em 1916 por sugestão do inventor Santos Dumont, e pela proximidade com Paraguai e Argentina, locais de compras, sendo a nação de Maradona possuidora de cassinos.

Estádio notável

ABCFoz

Estádio do ABC

O estádio que o Foz manda seus jogos não é dele e nem é público. Pertence ao ABC Futebol Clube, que disputa campeonatos amadores e é o mais antigo da cidade, fundado em 12 de setembro de 1915. É na verdade o terceiro estádio que o clube construiu. O atual foi inaugurado em 1980 após ter tido a compra da área formalizada em 1976. Já foi local de treinos da seleção brasileira quando jogou na vizinha Ciudad Del Este, Paraguai, e também foi local de treinamento da seleção da Coreia do Sul na última Copa do Mundo. A capacidade atual é de 12.565 lugares.

O time da cidade

foz

O Foz do Iguaçu Futebol Clube foi fundado em 9 de fevereiro de 1996. Já esteve na elite estadual no final da década passada e nesta temporada retorna após ter sido o terceiro colocado na Divisão de Acesso e herdado a vaga do desistente Arapongas. O time é conhecido com o Azulão da Fronteira e tem como mascote um quati.

Se no passado teve parceria com o Coritiba, o parceiro da vez é o Atlético, que cedeu jogadores como Maycon Canário, Erwin e Carlão. A contratação de maior impacto foi o goleiro Edson Bastos, que nasceu na cidade e nunca tinha defendido um time de sua terra natal. Outro conhecido do futebol brasileiro é o centroavante Negreiros (ex-Flamengo e Coritiba), que chegou como diretor de futebol mas, devido à falta de camisa 9, desaposentou as chuteiras e voltou a jogar. Além deles, destaque para os experientes Thiago Henrique e Safira, o craque de todas as torcidas, um dos jogadores que mais defendeu times diferentes no Campeonato Paranaense. O técnico é Edison Borges, ex-auxiliar do Coritiba.

Este Foz (tivemos outros três no passado) esteve na elite em 2009 e, naquele ano, o artilheiro da equipe, que foi rebaixada, foi o atacante Cleiton Mineiro, com quatro gols. A equipe tem seus dois principais artilheiros do Acesso no elenco: o atacante Thiago Henrique, vice-artilheiro com sete gols, e o meia Safira, quarto colocado com quatro.

 

Leave a Comment

Filed under Metrópole adentro

Com gol solitário em falha de goleiro, Corinthians conquista a Copinha pela nona vez

id_18_escudo_fpf_70

Num jogo duro, decidido num lance de azar do goleiro Thalles do Botafogo-SP, o Corinthians conquistou pela nona vez a Copa São Paulo de Futebol Junior. A vitória por 1 a 0, na manhã deste domingo (25), aniversário de 461 da cidade de São Paulo, no Pacaembu, coroou a conquista do time do Parque São Jorge, o maior vencedor da competição. Maycon fez o gol da partida.

PacaembuFinal

 

No primeiro tempo, o Corinthians fez bons primeiros 15 minutos e então viu o Botafogo-SP crescer em campo. Aos 17 minutos, Alex acerta uma falta na trave e Túlio Souza perde na frente da meta a chance de abrir o placar para o time de Ribeirão Preto. Para equilibrar as chances perdidas, aos 42 minutos, Yan desperdiçou de frente para o crime uma bola rasteira após boa jogada pela direita de Gabriel Vasconcellos.

Na segunda etapa, os goleiros começaram trabalhando bem. Thalles defendeu bom chute de Yan aos 2 minutos e Caíque fez dupla defesa em cabeçada de Túlio Souza aos 8 minutos.

Mas o jovem Thalles descobriu, aos 17 anos de idade, o quão ingrata pode ser a vida de goleiro. Aos 21 minutos, Maycon arrisca de longe e goleiro do Botafogo foi para a bola indeciso se iria encaixar ou espalmar. Resultado: a bola escorregou para trás e entrou, virando o gol do título corintiano em falha do goleiro que vinha sendo destaque até o momento.

O Botafogo primeiro sentiu o baque do gol e depois partiu para o ataque de maneira desordenada sem sucesso. Se foi o nono título para o Corinthians, o time de Ribeirão Preto iguala sua melhor campanha, um vice-campeonato, igual ao time de 1983, que tinha em suas fileiras dois jogadores que viriam a vestir a camisa da seleção brasileira: os meias Raí e Marco Antônio Boiadeiro.

 

 

Leave a Comment

Filed under Metrópole Poliesportiva

Guia das Cidades – Paranaense 2015 – Cascavel

9-Cascavel

Hoje, no Futebol Metrópole, na penúltima parte do nosso Guia das Cidades do Paranaense 2015, Cascavel, cidade bastante jovem e que tem o único estreante na elite paranaense neste ano, o FC Cascavel, o quarto time diferente da cidade ao levar o nome dela.

Cascavel se emancipou de Foz do Iguaçu em 14 de novembro de 1951, mas a ocupação da cidade faz parte de vários momentos: a missão de Ciudad Real del Guayrá, o tropeirismo e quando, já no século XX, uma área no atual bairro de Cascavel Velho foi arrendada para colonização e lá foi construído um armazem. A vila foi oficializada em 1936 pela Prefeitura de Foz do Iguaçu já com o nome de Cascavel, vindo da história de que colonizadores haviam encontrado um ninho cheio de cobras próximo à vila. Depois virou distrito em 1938, tornando-se município em 1951. É hoje a quinta maior cidade do Paraná, com 309.259 habitantes, segundo a projeção de 2014 do IBGE.

A principal atividade econômica de Cascavel é o agronegócio, com destaque para a soja e a suinocultura. No setor de indústria e serviços, destaque para a metalurgia, confecções e atacado.

Estádios notáveis

Estádio Municipal Amadores Theodoro Colombelli (Ninho da Cobra)

Estádio Municipal Amadores Theodoro Colombelli (Ninho da Cobra)

Era no Ninho da Cobra onde os times de Cascavel mandavam seus jogos antes da construção do Olímpico Regional. Foi ali, pelo Paranaense de 1980, que depois veio a acabar em cai-cai do Cascavel EC, que o goleiro Zico, um dos maiores ídolos do futebol local, fez um gol de goleiro sobre Joel Mendes, na ida daquela decisão. Passou a ser casa do futebol amador após a construção do novo estádio, em 1982, mas chegou a ser usado algumas vezes pelo FC Cascavel nas divisões de baixo do Paranaense.

Estádio Olímpico Regional Arnaldo Busatto

Estádio Olímpico Regional Arnaldo Busatto

Inaugurado em 10 de novembro de 1982 é um dos últimos estádios gigantes dos anos 60, 70 e 80. Chegou a receber 45 mil pessoas, mas a capacidade atual é de 28.125 torcedores. Foi casa de: Cascavel EC, Cascavel FC, Cascavel EC (outro) e Sorec (Sociedade Operária Recreativa Esportiva Cascavel). Atualmente recebe jogos do Cascavel CR (que está na Terceirona e foi o último representante da cidade na elite) e do estreante FC Cascavel. Notem que todos os times se chamam Cascavel de alguma forma.

O time da cidade

ESCUDO-FC_CASCAVEL

O FC Cascavel foi fundado em 23 de janeiro de 2008 pelo pentacampeão Juliano Belletti, que é natural da cidade. Profissionalizado em 2009, conseguiu ser promovido à Segundona ao ser vice-campeão da Segundona. Seguiu buscando o acesso, mas sem sucesso. Em 2012, o clube se licenciou e Belletti, alegando falta de apoio, deixou a equipe. Reorganizada em 2013, com novas cores, diretoria e escudo, o FC Cascavel venceu a Terceirona. Em 2014, foi a vez de vencer a Segundona e finalmente se credenciar á estreia na elite.

Para o Paranaense, chegaram dois reforços com passagens pela capital. O primeiro é o lateral-direito Márcio Gabriel, ex-Coritiba, e que estava no Pelotas. O segundo é o atacante Henrique Dias (jogou a Libertadores de 2007 pelo Paraná e fez gols do título da Série B de 2007 e do Paranaense de 2008 pelo Coritiba), que estava no CRB. De peças bem conhecidas, o time manteve o atacante Jorge Preá (ex-Palmeiras e Atlético e que jogou o último paranaense pelo Operário). O técnico do time é Paulo Foiani, ex-volante do Coritiba.

Por ser um clube jovem, o FC Cascavel tem dois jogadores que podem carregar o status de lenda que têm a mesma idade, 37 anos, ligação com a cidade e estão no time. Lá atrás, o zagueiro Cristiano Ávalos, que esteve no time do acesso, nasceu na cidade, e tem times como Paraná e Santos no currículo. Outro é o meia Irineu, que nasceu em Céu Azul, é o capitão da equipe, e teve passagem pelo outro time atual da cidade, o Cascavel CR, com sucesso.

Leave a Comment

Filed under Metrópole adentro

Confira como ver a final da Copa São Paulo

id_18_escudo_fpf_70

Chegou a hora! Domingo é dia de decisão da Copa São Paulo de Futebol Junior. Em 22 dias de competição, a decisão será a 187.ª partida de uma competição que começou com 104 times e terá só um levantando a taça no dia do aniversário da cidade de São Paulo. Confira a tabela e informações sobre ingressos e televisionamento:

PacaembuFinal

 

Final – 25/01 – 10h50 – Botafogo-SP x Corinthians – Paulo Machado de Carvalho (Pacaembu), São Paulo

Televisionamento: ESPN, Sportv, Globo e Rede Vida

Ingressos: começarão a ser vendidos às 9 horas de sábado (24). Postos de venda e preços de ingressos serão divulgados pela Federação Paulista de Futebol em seu site oficial durante esta sexta-feira.

Leave a Comment

Filed under Metrópole adentro

Resultados desta quinta-feira pela Copinha

id_18_escudo_fpf_70

Fase semifinal – Jogo único

Botafogo-SP 2 x 1 Palmeiras

São Paulo 0 x 3 Corinthians

Final

Botafogo-SP x Corinthians

Leave a Comment

Filed under Metrópole adentro

Guia das Cidades – Paranaense 2015 – Maringá

8-Mga

Hoje no Futebol Metrópole, na sétima parte do Guia das Cidades do Paranaense 2015, Maringá, cidade que teve vários times representando na elite paranaense e hoje conta com o Maringá FC, atual vice-campeão estadual.

Maringá é uma cidade planejada, cuja data de fundação é 10 de maio de 1947 pela Companhia Melhoramentos do Norte do Paraná e a emancipação de Mandaguaçu se deu em 1951. O  urbanista Jorge Macedo Vieira a projetou utilizando os princípios urbanísticos da Cidade Jardim de Ebenezer Howard, que preza em um ambiente urbano arborizado e cercado por um cinturão verde. A cidade tem, segundo a projeção de 2014 do IBGE, 391.698 habitantes, sendo a terceira maior cidade do Paraná. O nome veio de uma canção de Joubert de Carvalho, chamada Maringá, que era cantada noite e dia pelos operários que levantaram a cidade. Daí vem também o apelido de Cidade-Canção.

A economia de Maringá inicialmente girou em torno da agricultura, primeiro com o café e depois se diversificando com milho, trigo, algodão, rami, feijão, amendoim, arroz, cana-de-açúcar e a soja, principal produto na atualidade. A soja é um dos carros-chefe da Cocamar, empresa mais reconhecível da cidade, uma cooperativa agroindustrial. Além disso, a cidade é polo universitário e tem bom setor de serviços.

Estádio notável

Estádio Willie Davids

Estádio Willie Davids

Construído entre 1953 e 1957, quando foi inaugurado, e reinaugurado em 1976, o Willie Davids é a casa do esporte de Maringá. Já teve como mandantes o Melhoramentos, o Grêmio Maringá, o Maringá EC, o primeiro Maringá FC, o Galo Maringá, a Adap/Galo Maringá e o atual Maringá FC. chama a atenção pelo formato da cobertura das sociais e também pela pista de atletismo, sendo o maior estádio do Paraná para a prática deste esporte, sendo que Maringá é um celeiro de atletas de pista e de rua. Já teve capacidade superior a 35 mil pessoas, mas hoje comporta 21.600 pessoas.

O time da cidade

maringa-fc-2010

 

Time mais jovem do Campeonato Paranaense da 1.ª Divisão, mas com experiência de uma decisão, o Maringá Futebol Clube não é o primeiro e nem o único clube ativo na cidade. Com títulos e história em competições nacionais, o Grêmio Maringá agoniza há anos nas divisões de baixo. Em 27 de novembro de 2010, sem condições de usar o nome do Grêmio (que pertencia ao empresário Aurélio Almeida), nasceu o Alvorada, que venceu a Terceirona Paranaense já no ano de estreia. Em 2011, passou a se chamar Grêmio Metropolitano. Em 2012, virou Metropolitano, nome que durou até o título da Divisão de Acesso de 2013, assumindo o nome atual e sendo vice-campeão da elite do Paranaense no ano de estreia. O mascote do time é a Zebra, alusão clara aos membros da diretoria pertencentes à família do vereador Zebrão.

A contratação de maior impacto até o momento entre o Paranaense passado e o atual foi o meia Danilo Rios, revelado pelo Bahia e com passagens pelas seleções de base. Além disso, a Zebra repatriou o atacante Gabriel Barcos, que não teve boas passagens por Paraná e pelo futebol do Pará. O técnico é o mesmo de 2014: Claudemir Sturion.

Por ser um clube jovem, boa parte das lendas do Maringá estão ainda no clube, casos do meia Max e do atacante Gabriel Barcos. Outros estão em outros lugares, como o meia Léo Maringá, hoje no Londrina, e o atacante Cristiano, artilheiro do último Paranaense, e que defendeu o Criciúma e o Oeste após o último Estadual.

 

Leave a Comment

Filed under Metrópole adentro

Confira os jogos e o televisionamento das semifinais da Copinha

id_18_escudo_fpf_70

Quinta-feira (22) teremos a penúltima jornada da Copa São Paulo de Futebol Junior, as semifinais. Confira quais são as partidas, o horário e o televisionamento:

GrupoW

Chave 1 – 22/01 – 18h30 – Botafogo-SP x Palmeiras – Arena Barueri, Barueri

Televisionamento: ESPN e Sportv

GrupoJ

Chave 2 – 22/01 – 21 h – São Paulo x Corinthians – Major Levy Sobrinho (Limeirão), Limeira

Televisionamento: ESPN, Sportv e Rede Vida

Leave a Comment

Filed under Metrópole adentro

Resultados desta terça-feira da Copa São Paulo

id_18_escudo_fpf_70

Fase Quartas de Final – Jogo Único

Chave 1 – Grêmio 1 x 2 Botafogo-SP

Chave 2 – Palmeiras 2 x 0 Vitória

Chave 3 – Atlético-MG 0 x 4 São Paulo

Chave 4 – Corinthians 4 x 2 São Caetano

Semifinais definidas

Botafogo-SP x Palmeiras

São Paulo x Corinthians

Leave a Comment

Filed under Metrópole adentro