Monthly Archives: Fevereiro 2015

Recomendo por aí: Guia Improvável da Copa do Brasil

A Copa do Brasil está começando e o Futebol Metrópole participou do Guia Improvável da Copa do Brasil dos nossos parceiros do Última Divisão. É uma apresentação do mais multifacetado torneio nacional do futebol brasileiro com curiosidades e raios-x das equipes menos famosas. Confira que vale a pena!

Leave a Comment

Filed under Recomendo por aí

Guia da 6.ª Rodada do Paranaense

pr2015

A 6.ª Rodada do Paranaense vem aí. O que significa na prática? Significa que a 1.ª Fase passa da metade. Fora de campo, a coisa está quente com a eleição, ainda sem data definida, da FPF tomando conta dos assuntos e já respingou dentro de campo. O Foz declarou apoio ao candidato à reeleição Hélio Cury, contrariando o Atlético, que faz parte da base eleitoral do candidato de oposição Ricardo Gomyde. Por isso, o Furacão encerrou parceria em que emprestou alguns jogadores para o time da Fronteira. E é justamente este duelo, que terá o principal time do Atlético pela primeira vez no estadual desde 2012, que abre a rodada, já na quinta (rodada se espalha de quinta a domingo). Confira:

ArenadaBaixada

Quinta-feira, 26 de fevereiro – 19h30 – (8.º) Atlético x Foz do Iguaçu (9.º) – Joaquim Américo Guimarães (Arena da Baixada), Curitiba

Televisionamento: Premiere

Arbitragem: Leandro Barros Nunes, Luiz Henrique de Souza Renesto e Marcos Rogério da Silva.

Da última vez: Pela 2.ª Rodada do Paranaense 2009, na Arena da Baixada, no dia 29 de janeiro de 2009, o Atlético levou a melhor sobre o adversário. Atlético 2 x 0 Foz do Iguaçu.

Desta vez: Clima esquentou fora de campo. Atlético apóia Gomyde e Foz anunciou apoio a Hélio Cury. Com isso, jogadores emprestados pelo Atlético receberam ordem para deixar o clube do Oeste e a parceria foi encerrada. O Atlético usará o elenco principal pela primeira vez desde 2012 no Campeonato Paranaense nesta partida, o que será uma atração a parte. O jogo vale vaga na zona de classificação para ambos os times. Notícia triste para o Foz: Safira lesionou joelho e não joga mais no Estadual.

VilaCapanema

Sexta-feira, 27 de setembro – 19h30 – (7.º) Paraná x Nacional (11.º) – Durival Britto e Silva (Vila Capanema), Curitiba

Televisionamento: Premiere

Arbitragem: Everaldo Lambert Modesto, Luciano Roggenbaum e Giovani Marcos Matielo.

Da última vez: Os times se enfrentaram pela última vez na 1.ª Rodada do 2.º Turno de 2013, no dia 9 de março daquele ano, em Rolândia. A vitória ficou com o Paraná, com gol de Ricardo Conceição aos 25 minutos do segundo tempo. Nacional 0 x 1 Paraná.

Desta vez: O Nacional não pontuou ainda e está cada vez mais certo de ter de encarar o Torneio da Morte e correr o risco de mais uma vez cair após subir. Tem pela frente um Paraná com ânimo um pouco melhor após voltar a vencer e que aparenta estar melhor adaptado a um esquema com dois atacantes.

Ecoestadio

Domingo, 1.º de março – 16 horas – (1.º) J. Malucelli x Operário (3.º) – Ecoestádio Janguito Malucelli, Curitiba

Televisionamento: nenhum

Arbitragem: Paulo Roberto Alves Jr., Everson de Souza e Antônio Marcos C. de Andrade.

Da última vez: As duas equipes se enfrentaram em Ponta Grossa no dia 9 de março de 2014 pela 11.ª e última rodada da 1.ª Fase daquele Paranaense. Sandro cobrou pênalti e abriu o placar para o Operário aos 34 minutos da etapa final. o Fantasma precisaria de mais dois gols para não ir para o Torneio da Morte, mas acabou sofrendo o empate nos acréscimos com o ex-operariano Baiano aos 46 minutos. Operário 1 x 1 J. Malucelli.

Desta vez: Situação bem melhor para as equipes, principalmente o Operário. Se vencer, iguala os pontos do Jotinha e entra de vez na briga pela ponta, fruto da ascensão dos últimos jogos. O J. Malucelli joga defendendo a liderança e uma vitória o coloca praticamente como classificado para o mata-mata.

WillieDavids

Domingo, 1.º de março – 16 horas – (10.º) Maringá x Rio Branco (6.º) – Willie Davids, Maringá

Televisionamento: nenhum

Arbitragem: Leonardo Sigari Zanon, Luiz Paulo Galli e Márcio Lopes Guerra.

Da última vez: Outro duelo do dia 9 de março, a 11.ª e última rodada da 1.ª Fase do Paranaense 2014. Jogando em Paranaguá, o Rio Branco saiu na frente com Jonathan Fumaça, aos 18 minutos de jogo. O empate da Zebra veio 41 com Cristiano cobrando pênalti. Rio Branco 1 x 1 Maringá.

Desta vez: O Maringá joga para sair de uma incômoda posição. Jogará sabendo se conseguirá ou não sair da Zona do Torneio da Morte e de quantos gols de saldo precisará. Terá do outro lado um Rio Branco que oscila, mas vem em situação bem mais confortável na tabela.

EstádiodoCafé

Domingo, 1.º de março – 16 horas – (4.º) Londrina x FC Cascavel (5.º) – Jacy Scaff (Estádio do Café), Londrina

Televisionamento: nenhum

Arbitragem: Rodolpho Toski Marques, Ivan Carlos Bohn e Weber Felipe Silva.

Da última vez: O último duelo entre os times foi pela Divisão de Acesso de 2011, no dia 17 de julho daquele ano. Mando de jogo do Tubarão e empate no placar. Londrina 2 x 2 FC Cascavel.

Desta vez: O Londrina não vence há dois jogos. O Cascavel não perdeu ainda, não sofreu gols e só vence há dois jogos. Duelo direto e interessante entre duas equipes que demonstram força na competição.

NewtonAgibert

Domingo, 1.º de março – 16 horas – (12.º) Prudentópolis x Coritiba (2.º) – Newton Agibert, Prudentópolis

Televisionamento: Globo-RPC, Band-Tarobá, Premiere.

Arbitragem: Edivaldo Elias da Silva, Bruno Boschilia e Moisés Aparecido de Souza.

Da última vez: O último duelo entre as equipes foi no Couto Pereira, no dia 5 de março de 2014 pela 10.ª Rodada da 1.ª Fase daquele Paranaense. Logo aos 2 minutos, Thiago Henrique abriu o placar para o Prude. Germano empatou para o Coxa aos 40. No segundo tempo, o Tigre voltou à frente com Vinícius aos 6 minutos. Aos 30 minutos, Keirrison definiu o placar. Coritiba 2 x 2 Prudentópolis.

Desta vez: Enquanto o Coritiba vai se encaminhando para uma tranquila classificação para a próxima fase e briga pela liderança, o Prudentópolis trocou de técnico. Saiu Joel Preissner e assumiu Márcio Máximo, atual vice-campeão da Tanzânia. Já se fala em preparar o time para o Torneio da Morte, ainda mais que uma grande recuperação já na fase de grupos não deverá ser suficiente para impedir que se jogue para não cair.

Leave a Comment

Filed under Metrópole adentro

Numeralhas da 5.ª Rodada do Paranaense

pr2015

A rodada

J. Malucelli 1 x 0 Foz do Iguaçu

Gol: Netinho (JMA)

 

Operário 5 x 1 Prudentópolis

Gols: Joelson (2), Léo Salino, Juba, Jhonathan (OPE); Serjão (PRU)

 

FC Cascavel 2 x 0 Nacional

Gols: Anderson Rosa, Toni (FCC)

 

Rio Branco 0 x 0 Londrina

 

Maringá 1 x 2 Paraná

Gols: Gabriel Barcos (MFC); Paulo Henrique, Rossi (PRC)

 

Coritiba 2 x 0 Atlético

Gols: Rafhael Lucas, Alan Santos (CFC)

 

Jogos: 6

Gols:  14

Média de gols por partida da rodada:  2,33

Jogos até agora: 30

Gols até agora: 70

Média de gols por partida do campeonato: 2,33

 

Classificação

1.º J. Malucelli – 13 pts

2.º Coritiba – 12 pts

3.º Operário – 10 pts – 3 vitórias – saldo +6

4.º Londrina – 10 pts – 3 vitórias  – saldo +5

5.º FC Cascavel – 9 pts

6.º Rio Branco – 7 pts – 2 vitórias – saldo +1

7.º Paraná – 7 pts – 2 vitória – saldo 0

8.º Atlético – 7 pts – 2 vitórias – saldo -1

9.º Foz do Iguaçu – 6 pts

10.º Maringá – 4 pts

11.º Nacional – 0 pts – 0 vitórias – saldo -8 – 4 gols marcados

12.º Prudentópolis – 0 pts – 0 vitórias – saldo -13 – 2 gol marcado

 

* A média inglesa desta competição oscila entre 21 e 23 pontos. Não entendeu?Confira aqui!

* Em 2014, o Paraná foi o primeiro colocado da fase de grupos, marcando apenas 18 pontos, e o Atlético foi o oitavo com 15. Equiíbrio.

* INCRÍVEL! É a quinta rodada seguida do Paranaense com 14 gols. Isto é, todas as rodadas tiveram o mesmo número. Uma das coincidências mais absurdas do futebol.

* Operário estreou em seu estádio na temporada em grande estilo, fazendo 5 a 1 no Prudentópolis. Desde o retorno à elite, é a maior goleada aplicada pelo Fantasma.

* Nacional e Prudentópolis não sabem o que é pontuar ainda.

 

Faixas de pontos que podem alcançar ao final da fase:

J. Malucelli: 13 a 31

Coritiba: 12 a 30

Operário e Londrina: 10 a 28

FC Cascavel: 9 a 27

Rio Branco, Paraná e Atlético: 7 a 25

Foz do Iguaçu: 6 a 24

Maringá: 4 a 22

Nacional e Prudentópolis: 0 a 18

 

* Este setor da nossa análise começa a ser exibido na 5.ª Rodada e mostrará o quanto cada time pode chegar para cima e para baixo.

 

Artilharia completa

5 gols

Rafhael Lucas (CFC)

4 gols

Rafael Santiago (MFC)

3 gols

Baiano (FOZ)

Bruno Andrade (RBR)

Vieira (NAC)

Douglas (OPE)

Netinho (JMA)

2 gols

Renatinho (FOZ)

Bruno Batata (JMA)

Joelson (OPE)

Serjão (PRU)

Alan Santos (CFC)

1 gol

Pedro Ken, Mazinho (CFC)

Crysan, Bruno Pelissari, Caíque, Lula (CAP)

Bruninho, Carlinhos, Ricardinho, Rodrigo Tosi, Paulo Henrique, Rossi (PRC)

Wéverton, Dirceu, Rone Dias, Germano, Léo Maringá, Hiago (LEC)

Paulinho, Ruy, Léo Salino, Juba, Jhonathan (OPE)

Alex Fraga, Fernando, Fabinho, Leandro Silva (JMA)

Bruno Flores, Paulo Henrique (RBR)

Edinho (FOZ)

Tcharlles (NAC)

Rodrigo Dantas, Gabriel Barcos (MFC)

Jorge Preá, Anderson Rosa, Toni (FCC)

 

Rafhael Lucas, artilheiro do campeonato, comemora o gol de abertura do placar no Atletiba (Foto: Site Oficial do Coritiba)

Rafhael Lucas, artilheiro do campeonato, comemora o gol de abertura do placar no Atletiba (Foto: Site Oficial do Coritiba)

 

* Netinho assumiu a artilharia do J. Malucelli. O meia aproveitou seu talento na bola parada para chegar ao terceiro gol.

* Foi a rodada de Rafhael Lucas voltar a se isolar na artilharia do campeonato, marcando no Atletiba.

* Joelson do Operário, fez dois gols na rodada. Destaque para ele também.

* O Paraná fez dois gols nesta rodada e segue sem repetir autor.

Leave a Comment

Filed under Numeralhas

Guia da 5.ª Rodada do Paranaense

pr2015

O Carnaval passou e o Paranaense, após 10 dias de folga, volta à ativa. Os dias de folga dos gramados não foram realmente de folga para as equipes. Bastante útil para equipes que buscam entrosamento, por exemplo, e para os treinadores conhecerem melhor seus reforços de última hora. Estamos quase no meio da primeira fase e sabe o que esta rodada traz de especial?

Dupla Atletiba faz campanha pela paz em conjunto (Imagem: Twitter de Atlético e Coritiba)

Dupla Atletiba faz campanha pela paz em conjunto (Imagem: Twitter de Atlético e Coritiba)

Isto mesmo.  O Atletiba o maior clássico do futebol paranaense, com mais de 90 anos de história, será realizado domingo no Couto Pereira. Falaremos mais sobre o jogo ali no espaço dele no nosso Guia da Rodada que está apenas começando.

Ecoestadio

Sábado, 21 de fevereiro – 17 horas – (1.º) J. Malucelli x Foz do Iguaçu (8.º) – Ecoestádio Janguito Malucelli, Curitiba

Televisionamento: nenhum

Arbitragem: Rogério Menon da Silva, Alessandro Rodrigues Mori e Adolfo Pereira Borges.

Da última vez: O último encontro entre as equipes foi em 2009, ano da última participação do Foz no Paranaense e ano da melhor campanha do Jotinha, que acabou como vice. O jogo foi em Foz e curiosamente deu Foz em partida válida pela 12.ª Rodada da 1.ª Fase no dia 11 de março de 2009. Foz do Iguaçu 2 x 1 J. Malucelli.

Desta vez: O Jotinha tem provavelmente seu melhor time desde aquela ocasião e terá a chance de seguir isolado na ponta. Do outro lado está um Foz do Iguaçu vindo de uma vitória significativa sobre o Coritiba e que embalou após ter seus reforços regularizados.

GermanoKruger

Domingo, 22 de fevereiro – 16 horas – (4.º) Operário x Prudentópolis (12.º) – Germano Krüger, Ponta Grossa

Televisionamento: nenhum

Arbitragem: Nilo Neves de Souza Jr., Flavio Augusto Alves e João Vagner Cavalari.

Da última vez: Pela 7.ª Rodada da 1.ª Fase de 2014, no dia 19 de fevereiro, Prudentópolis e Operário se enfrentaram em Prudentópolis. A partida não teve abertura de placar. Prudentópolis 0 x 0 Operário.

Desta vez: O Operário vem de vitória maiúscula sobre o Londrina na casa do adversário e agora, na quinta rodada, estreará em seu estádio, pois cumpriu punição na única partida que foi mandante. A pausa foi ótima para o técnico Itamar Schülle, que pôde conhecer melhor reforços que chegaram na semana da estreia. Do outro lado, o Prude é o lanterna e a pausa pode ter servido para resolver os problemas mostrados nas quatro derrotas até aqui.

OlimpicoRegional

Domingo, 22 de fevereiro – 16 horas – (7.º) FC Cascavel x Nacional (11.º) – Olímpico Regional Arnaldo Bussato, Cascavel

Televisionamento: nenhum

Arbitragem: José Mendonça da Silva Jr., Sidmar dos Santos Meurer e Rafael Dias de Melo.

Da última vez: Foi a decisão da última Segundona. Após vitória do NAC na ida em Rolândia por 1 a 0, o FC Cascavel precisava, naquele dia 28 de outubro de 2014,  igualar a diferença de gols para levar a taça. E assim o fez com Maurício e Willian marcando para o Time da Cobra e Lucas Vieira fazendo o gol do time nortista. FC Cascavel 2 x 1 Nacional.

Desta vez: Após sequência de três empates por 3 a 0, o FC Cascavel venceu e ficou fora da zona do Torneio da Morte, o que deu tranquilidade para trabalhar nos dez dias de folga. A folga no Nacional teve mudança de técnico e espera-se que, ao menos no ânimo, as coisas sejam diferente com Dirceu Mattos no comando.

GigantedoItiberê

Domingo, 22 de fevereiro – 16 horas – (6.º) Rio Branco x Londrina (2.º) – Fernando Chaburb Farah (Gigante do Itiberê/Caranguejão), Paranaguá

Televisionamento: nenhum

Arbitragem: Adriano Milczvski, Fabricio da Silva Martins, Eduardo Luis Teixeira Furiatti.

Da última vez: Jogando em Londrina, no dia 19 de janeiro de 2014, portanto na abertura do Paranaense daquele ano, Rio Branco e Londrina fizeram um jogo decidido em um só gol, o de Jonathan Fumaça. Londrina 0 x 1 Rio Branco.

Desta vez: O Londrina tomou uma ducha fria ao perder os 100% de aproveitamento na última rodada, o que deve significar um time com um pouco mais de pressão, apesar de se manter vice-líder. O Rio Branco vem de derrota também e busca a recuperação para se manter na zona de classificação

WillieDavids

Domingo, 22 de fevereiro – 16 horas – (10.º) Maringá x Paraná (9.º) – Willie Davids, Maringá

Televisionamento: Premiere, Globo-RPC, Band-Tarobá

Arbitragem: Fábio Marcos Zocante, Daniel Cotrim de Carvalho, Marcelo Pavan.

Da última vez: Pela 2.ª Rodada do Paranaense 2014, no dia 23 de janeiro, na Vila Capanema, o Maringá marcou logo aos 2 minutos de jogo com Gabriel Barcos. E o placar assim ficou pelos 88 minutos que restaram. Paraná 0 x 1 Maringá.

Desta vez: Os dois times estão em situações parecidas e desconfortáveis na tabela. O Maringá só venceu na última rodada e tem um dos artilheiros do campeonato, Rafael Santiago. O Paraná só venceu na estreia e enfrenta problemas com finanças. O último drama foi a paralisação dos funcionários em vários dias, o que impediu, sem comida, que os jogadores treinassem em mais de um período.

CoutoPereira

Domingo, 22 de fevereiro – 18h30 – (3.º) Coritiba x Atlético (5.º) – Major Antônio Couto Pereira, Curitiba

Televisionamento: Premiere

Arbitragem: Rafael Traci, Adair Carlos Mondini e Jefferson Cleiton Piva da Silva.

Da última vez: O último Atletiba foi pelo Brasileirão 2014, 26.ª Rodada, no dia 4 de outubro de 2014, no Couto Pereira. O Coritiba entrou em campo com os jogadores portando uma faixa reclamando salários atrasados. E quem saiu com a vitória foi o Coxa, com um gol de Hélder aos 40 minutos do segundo tempo. Coritiba 1 x 0 Atlético.

Desta vez: Pode ser o último Atletiba pelo Paranaense com o Atlético usando o sub-23 ou o último depois de anos com o Coxa com o time principal. Tudo na verdade depende das eleições na FPF. Os arquirrivais estão unidos em torno da candidatura de oposição de Ricardo Gomyde e, caso este vença, voltará a usar força total no Estadual. Fora de campo, o clima entre os clubes é de harmonia, com direito a uma inédita coletiva conjunta antes do clássico. Em campo, separados por dois pontos, é um duelo direto por posições superiores na tabela.

Leave a Comment

Filed under Metrópole adentro

Dionísio e a experiência com Telê

Dionísio Filho morreu na manhã desta terça-feira, aos 58 anos (Foto: Reprodução / Facebook)

Dionísio Filho morreu na manhã desta terça-feira, aos 58 anos (Foto: Reprodução / Facebook)

O futebol paranaense amanheceu mais cinzento nesta manhã. Cinzento como o céu fechado desta segunda-feira (16) de carnaval. Morreu aos 58 anos o ex-lateral-esquerdo e comentarista Antônio Dionísio Filho. Nascido em Ribeirão Preto, interior de São Paulo, Djonga surgiu no Botafogo local e defendeu equipes como Guarani, Internacional, Atlético-MG, Atlético-PR, Coritiba e Pinheiros, clube formador do Paraná Clube. No Galo, venceu o Mineiro de 1976, pelo Coxa, os Paranaenses de 1979 e 1989, e pelo Leão da Vila Guaíra os de 1984 e 1987. Trabalhava atualmente na Rádio Banda B e na TV Band Curitiba.

Dono de sorriso fácil e cheio de histórias para contar, o ex-lateral deixará muitas saudades. Uma dessas histórias remetem à passagem pelo Galo Mineiro, onde foi treinado por um dos maiores treinadores da história do futebol brasileiro, também de saudosa memória, Telê Santana. Não consigo precisar o ano exato, mas provavelmente foi em 2010, no fim do ano, num jantar que o Carneiro Neto geralmente organiza.

Entre um papo, uma costela borboleta, e outro, perguntei para o Djonga se quando ele jogou no Atlético-MG tinha sido treinado pelo Telê Santana e como tinha sido. Então, ele contou como treinador trabalhava. “Ele não era de táticas, mas gostava de conversar bastante com cada jogador, dizer o que cada um tinha de fazer e treinava muito fundamentos”, contou.

Fiquei com esta concepção martelando por anos e anos. Telê Santana era um tático do microcosmos, pois priorizava cada peça ao invés do macro. Queria ter escrito o texto com o Dionísio vivo e tentar mostrar que a história que me contou despretensiosamente um dia estava eternizada, como está sendo eternizada agora, mas por um motivo triste, pois se não fosse a infecção que o tirou a vida, teria mais muitos anos pela frente, ainda mais com o vigor e a energia que a levava. Talvez, um dos grandes feitos de Dionísio foi o de ter unido os três times do Trio de Ferro de Curitiba. A prova está nas notas de pesar e homenagem de Coritiba, Atlético e Paraná. Vai com Deus, Sangue Bom!

Leave a Comment

Filed under Direto do baú

Numeralhas da 4.ª Rodada do Paranaense

pr2015

A rodada

Atlético 2 x 0 Prudentópolis

Gols: Caíque, Lula (CAP)

 

Nacional 1 x 3 Maringá

Gols: Vieira (NAC); Rodrigo Dantas, Rafael Santiago (2) (MFC)

 

Londrina 0 x 1 Operário

Gol; Douglas (OPE)

 

FC Cascavel 1 x 0 Rio Branco

Gol: Jorge Preá (FCC)

 

Foz do Iguaçu 2 x 0 Coritiba

Gols: Renatinho, Edinho (FOZ)

 

Paraná 1 x 3 J. Malucelli

Gols: Rodrigo Tosi (PRC); Netinho, Bruno Batata, Leandro Silva (JMA)

 

Jogos: 6

Gols:  14

Média de gols por partida da rodada: 2,33

Jogos até agora: 24

Gols até agora: 56

Média de gols por partida do campeonato: 2,33

 

Classificação

1.º J. Malucelli – 10 pts

2.º Londrina – 9 pts – 3 vitórias  – saldo +5

3.º Coritiba – 9 pts – 3 vitórias – saldo +2

4.º Operário – 7 pts – 2 vitórias – saldo +2 – 5 gols marcados

5.º Atlético – 7 pts – 2 vitórias – saldo +1 – 4 gols marcados

6.º Rio Branco – 6 pts – 2 vitórias – saldo +1 – 5 gols marcados

7.º FC Cascavel – 6 pts – 1 vitória – saldo +1 – 1 gol marcado

8.º Foz do Iguaçu – 6 pts – 2 vitórias – saldo -1 – 6 gols marcados

9.º Paraná – 4 pts – 1 vitória – saldo -1 – 4 gols marcados

10.º Maringá – 4 pts – 1 vitória – saldo -2 – 5 gols marcados

11.º Nacional – 0 pts – 0 vitórias – saldo -6 – 4 gols marcados

12.º Prudentópolis – 0 pts – 0 vitórias – saldo -9 – 1 gol marcado

 

* A média inglesa desta competição oscila entre 21 e 23 pontos. Não entendeu?Confira aqui!

* Em 2014, o Paraná foi o primeiro colocado da fase de grupos, marcando apenas 18 pontos, e o Atlético foi o oitavo com 15. Equiíbrio.

* Mais uma vez 14 gols na rodada. Não, não está escrito no regulamento.

* Péssima rodada para quem tinha 100% de aproveitamento. Londrina e Coritiba perderam. O J. Malucelli aproveitou e é o líder isolado.

* Depois de igualar o Iguaçu (de União da Vitória) de 1977, o FC Cascavel finalmente não empatou em 0 a 0. Melhor que isso para a Cobra, venceu. Jorge Preá entrou para a história como o autor do primeiro gol do time na história da elite paranaense.

* Caiu o primeiro técnico da competição. Rafael Andrade não treina mais o Nacional. Quem assume a casamata do Guerreiro do Norte é Dirceu Mattos.

 

Artilharia completa

4 gols

Rafhael Lucas (CFC)

Rafael Santiago (MFC)

3 gols

Baiano (FOZ)

Bruno Andrade (RBR)

Vieira (NAC)

Douglas (OPE)

2 gols

Renatinho (FOZ)

Netinho, Bruno Batata (JMA)

1 gol

Pedro Ken, Alan Santos, Mazinho (CFC)

Crysan, Bruno Pelissari, Caíque, Lula (CAP)

Bruninho, Carlinhos, Ricardinho, Rodrigo Tosi (PRC)

Serjão (PRU)

Wéverton, Dirceu, Rone Dias, Germano, Léo Maringá, Hiago (LEC)

Paulinho, Ruy (OPE)

Alex Fraga, Fernando, Fabinho, Leandro Silva (JMA)

Bruno Flores, Paulo Henrique (RBR)

Edinho (FOZ)

Tcharlles (NAC)

Rodrigo Dantas (MFC)

Jorge Preá (FCC)

 

Jorge Preá dá entrevista após o jogo em que marcou pelo FC Cascavel (Foto: Sandra Zama / Divulgação)

Jorge Preá dá entrevista após o jogo em que marcou pelo FC Cascavel (Foto: Sandra Zama / Divulgação)

 

* Primeira rodada em que o coxa-branca Rafhael Lucas não faz um gol. Com isso, ganhou a companhia de Rafael Santiago, do Maringá, na turma dos quatro gols.

* O gol de Rodrigo Dantas evitou que Rafael Santiago seguisse monopolizando todos os gols feitos pelo Maringá.

* Foi a primeira rodada em que o Londrina e o Coritiba não marcaram gol.

* Arco e flecha: a artilharia do J. Malucelli é dividida entre o meia Netinho e o centroavante Bruno Batata, ambos com dois gols. O time do Barigui já viu seus dois zagueiros titulares marcarem na competição: Alex Fraga e Leandro Silva.

Leave a Comment

Filed under Numeralhas

Guia da 4.ª Rodada do Paranaense

pr2015

Seguimos com nossos guias rodada a rodada de um campeonato que praticamente não para. Basta ver que a 3.ª Rodada nem esfriou e teremos uma quarta, na semana anterior ao Carnaval. Confira aqui:

ArenadaBaixada

Quarta-feira, 11 de fevereiro – 19h30 – (7.º) Atlético x Prudentópolis (12.º) – Joaquim Américo Guimarães (Arena da Baixada), Curitiba

Televisionamento: Premiere

Arbitragem: Paulo Roberto Alves Jr., Pedro Martinelli Christino e Júlio César de Souza.

Da última vez: Na abertura do Paranaense de 2014, em Prudentópolis, os dois times, debaixo de muito calor, fizeram um jogo morno, sem muitas emoções. Era o dia 18 de janeiro. Prudentópolis 0 x 0 Atlético.

Desta vez: Empolgado pela vitória no clássico contra o Paraná, os garotos do sub-23 atleticano tentarão vencer para se aproximar dos líderes. Pior campanha até o momento, o Prudentópolis tentará pontuar pela primeira vez para tentar começar inicialmente uma fuga da zona do Torneio da Morte.

ErichGeorg

Quarta-feira, 11 de fevereiro – 20 horas – (11.º) Nacional x Maringá (10.º) – Erich Georg, Rolândia

Televisionamento: nenhum

Arbitragem: Felipe Gomes da Silva, Marcos Rogério da Silva e Márcio Lopes Guerra.

Da última vez: O último duelo entre as equipes remonta à Divisão de Acesso de 2012, no dia15 de julho. O Maringá se chamava ainda Grêmio Metropolitano e recebeu o Nacional. Vitória importante do NAC. O time de Rolândia havia terminado na classificação geral em quarto, mas como o vice-campeão Cincão e o terceiro colocado Junior Team perderam quatro pontos cada por escalações irregulares, o vice-campeonato e o acesso caíram no colo do Guerreiro do Norte. Grêmio Metropolitano (atual Maringá) 2 x 3 Nacional.

Desta vez: os dois times ainda não venceram e precisam de uma vitória para desencadear uma reação para sair da zona do Torneio da Morte e entrar na zona de classificação, ainda mais se levar em contra que estamos ultrapassando o primeiro terço da fase de classificação.

OlimpicoRegional

Quarta-feira, 11 de fevereiro – 20 horas – (9.º) FC Cascavel x Rio Branco (4.º) – Olímpico Regional Arnaldo Busatto, Cascavel

Televisionamento:  nenhum

Arbitragem: Leandro Barros Nunes, Diogo Morais, João Fábio Machado Brischiliari.

Da última vez: é outro duelo inédito neste paranaense. FC Cascavel e Rio Branco nunca se enfrentaram em jogos oficiais da categoria adulta.

Desta vez: O FC Cascavel tem uma marca incrível: três jogos sem sofrer e marcar gols ou como pode ser memetizado: jogo ocorre gol não acontece feijoada. O Rio Branco vem empolgado com duas vitórias seguidas e terá a dura missão de inaugurar a defesa cascavelense se quiser seguir em alta.

EstádiodoCafé

Quarta-feira, 11 de fevereiro – 20 horas – (1.º) Londrina x Operário (5.º) – Jacy Scaff (Estádio do Café), Londrina

Televisionamento: nenhum

Arbitragem: Rafael Traci, Luiz Henrique de Souza S. Renesto e André Luiz Severo.

Da última vez: Em jogo válido pela 4.ª Rodada (novamente) do Paranaense 2014, no dia 2 de fevereiro, também em Londrina, Tubarão e Fantasma não movimentaram o placar. Londrina 0 x 0 Operário.

Desta vez: O Londrina lidera com 100% de aproveitamento e o Operário coleciona um resultado de casa. De um lado, o favoritismo por jogar em casa e defender o título, de outro muita tradição e o objetivo de se aproximar dos líderes.

ABCFoz

Quarta-feira, 11 de fevereiro – 22 horas – (8.º) Foz do Iguaçu x Coritiba (2.º) – Estádio do ABC, Foz do Iguaçu

Televisionamento: Globo-RPC, Band-Tarobá, Premiere.

Arbitragem: Leonardo Sigari Zanon, Rafael Trombeta e Victor Hugo Imazu dos Santos.

Da última vez: O último duelo entre as equipes foi no longínquo ano de 2009 (tá, nem tanto). Era a 5.ª Rodada do Paranaense daquele ano e era dia 8 de fevereiro. O local foi o mesmo ABC. Um gol do atacante Hugo, saído do banco de reservas, decidiu a partida para o Coxa. Foz do Iguaçu 0 x 1 Coritiba.

Desta vez: O Coxa vem com 100% de aproveitamento e briga pela liderança gol a gol com o Londrina. O Foz venceu em casa na última rodada e respirou fora da zona do Torneio da Morte. O jogo marca o reencontro do goleiro Edson Bastos do Foz com o clube em que mais brilhou na carreira.

VilaCapanema

Quinta-feira, 12 de fevereiro – 19h30 – (6.º) Paraná x J. Malucelli (3.º) – Durival Britto e Silva (Vila Capanema), Curitiba

Televisionamento: Premiere

Arbitragem: Fabio Filipus, Diego Grubba Schitkovski e Felipe Gustavo Schmidt.

Da última vez: O jogo valeu também pela 4.ª Rodada do Paranaense 2014, no dia 31 de janeiro. O local também foi a Vila Capanema. O Paraná pressionou boa parte do jogo, mas foi batido por um gol de Thiago Santos aos 33 minutos do primeiro tempo. Paraná 0 x 1 J. Malucelli.

Desta vez: a situação no Paraná é tensa, com problemas de atrasos salariais de sete meses, situação esta crônica no clube pelo menos nesta década e que não pode e nem deve ser visto como algo isolado, pois é sintoma agudo da falência de vários clubes tradicionais brasileiros que enfrentam dificuldades econômicas, como o Guarani, a Portuguesa e até o Santos. A saber o quanto que impactará em campo num clube cuja situação não se resolverá de uma hora para outra. O Jotinha vem invicto e quer se aproveitar como fez no ano passado.

Leave a Comment

Filed under Metrópole adentro

Numeralhas da 3.ª Rodada do Paranaense

pr2015

 

A rodada

Coritiba 2 x 1 Operário

Gols: Rafhael Lucas, Mazinho (CFC); Ruy (OPE)

 

J. Malucelli 0 x 0 FC Cascavel

 

Foz do Iguaçu 4 x 2 Nacional

Gols: Baiano (3), Renatinho (FOZ); Vieira, Tcharlles (NAC)

 

Prudentópolis 0 x 2 Rio Branco

Gols: Paulo Henrique, Bruno Andrade (RBR)

 

Maringá 0 x 2 Londrina

Gols: Léo Maringá, Hiago (LEC)

 

Atlético 1 x 0 Paraná

Gols: Bruno Pelissari (CAP)

 

Jogos: 6

Gols:  14

Média de gols por partida da rodada: 2,33

Jogos até agora: 18

Gols até agora: 42

Média de gols por partida do campeonato: 2,33

 

Classificação

1.º Londrina – 9 pts – 3 vitórias  – saldo +6

2.º Coritiba – 9 pts – 3 vitórias – saldo +4

3.º J. Malucelli – 7 pts

4.º Rio Branco – 6 pts

5.º Operário – 4 pts – 1 vitória – saldo +1 – 4 gols marcados

6.º Paraná – 4 pts – 1 vitória – saldo + 1 – 3 gols marcados

7.º Atlético 4 pts – 1 vitória – saldo -1 – 2 gols marcados

8.º Foz do Iguaçu – 3 pts – 1 vitória – saldo -3 – 4 gols marcados

9.º FC Cascavel – 3 pts – 0 vitórias – saldo 0 – 0 gol marcado

10.º Maringá – 1 pt

11.º Nacional – 0 pts – 0 vitórias – saldo -4 – 3 gols marcados

12.º Prudentópolis – 0 pts – 0 vitórias – saldo -7 – 1 gol marcado

 

* A média inglesa desta competição oscila entre 21 e 23 pontos. Não entendeu?Confira aqui!

* Em 2014, o Paraná foi o primeiro colocado da fase de grupos, marcando apenas 18 pontos, e o Atlético foi o oitavo com 15. Equiíbrio.

* Pela terceira rodada consecutiva foram feitos 14 gols em seis jogos, sendo que uma partida em cada terminou sem gols.

* O FC Cascavel alcançou mais um feito: o terceiro 0 a 0 em três jogos, os primeiros três do clube na história da elite do Campeonato Paranaense.

 

Artilharia completa

4 gols

Rafhael Lucas (CFC)

3 gols

Baiano (FOZ)

Bruno Andrade (RBR)

2 gols

Rafael Santiago (MFC)

Douglas (OPE)

Vieira (NAC)

1 gol

Pedro Ken, Alan Santos, Mazinho (CFC)

Crysan, Bruno Pelissari (CAP)

Bruninho, Carlinhos, Ricardinho (PRC)

Serjão (PRU)

Wéverton, Dirceu, Rone Dias, Germano, Léo Maringá, Hiago (LEC)

Paulinho, Ruy (OPE)

Alex Fraga, Fernando, Netinho, Fabinho, Bruno Batata (JMA)

Bruno Flores, Paulo Henrique (RBR)

Renatinho (FOZ)

Tcharlles (NAC)

 

Baiano fez a primeira tripleta deste Paranaense (foto: Divulgação)

Baiano fez a primeira tripleta deste Paranaense (foto: Divulgação)

 

* Baiano do Foz do Iguaçu fez a primeira tripleta do Paranaense na vitória de 4 a 2 sobre o Nacional

* Rafhael Lucas continuou fazendo pelo menos um por jogo e está com quatro gols agora.

* Democracia Londrinense: seis jogadores diferentes dividem a artilharia da equipe com um gol cada.

Leave a Comment

Filed under Numeralhas

Guia da 3.ª Rodada do Campeonato Paranaense

pr2015

Nem bem acabou a segunda rodada, já vamos apresentar a terceira, pois o Campeonato Paranaense é uma correria só de jogo atrás de jogo. Se teve a 2.ª Rodada no meio de semana com direito a clássico regional, a 3.ª tem dois clássicos, um no interior e outro na capital. Confira o guia:

CoutoPereira

Sábado, 7 de fevereiro – 19h30 – (3.º) Coritiba x Operário (4.º) – Major Antônio Couto Pereira, Curitiba

Televisionamento: Premiere

Arbitragem: Rodolpho Toski Marques, Ivan Carlos Bohn e Arestides Pereira da Silva Jr.

Da última vez: O último duelo entre Coritiba e Operário, os mais antigos clubes de futebol em atividade do estado, foi pela nona rodada do Paranaense 2014, no próprio Couto Pereira, no dia 27 de fevereiro. O Operário saiu na frente com Sandro aos 25 minutos do segundo tempo. O empate do Coritiba veio com um gol de Zé Love já aos 32 minutos da etapa final. Júlio César, aos 40, garantiu a virada coxa-branca. Coritiba 2 x 1 Operário.

Desta vez: Briga direta, pois o Operário tem dois pontos a menos que o Coritiba. De um lado, o Coxa busca manter os 100% de aproveitamento e seguir com pontuação de líder. O Fantasma vem embalado também por uma vitória e outro resultado positivo deixaria no bolo da briga pela ponta.

Ecoestadio

Domingo, 8 de fevereiro – 17 horas – (1.º) J. Malucelli x FC Cascavel (7.º) – Ecoestádio Janguito Malucelli, Curitiba

Televisionamento: nenhum

Arbitragem: Selmo Pedro dos Anjos Neto, Luciano Roggenbaum e Luiz Paulo Galli.

Da última vez: J. Malucelli e FC Cascavel nunca se enfrentaram em competição oficial da categoria adulta. Portanto, duelo inédito.

Desta vez: O J. Malucelli tem melhor saldo e um dos melhores ataques e a melhor defesa. O FC Cascavel tem melhor defesa também e uma curiosa marca em seus dois primeiros jogos na elite estadual em sua história: dois 0 a 0, com o agravante de ter enfrentado dois times da capital. Agora, contra o terceiro dos quatro times curitibanos que terá pela frente, tentará se manter invicto, mas é um duro desafio diante de um Jotinha que começa a mostrar bom potencial.

ABCFoz

Domingo, 8 de fevereiro – 17 horas – (12.º) Foz do Iguaçu x Nacional (10.º) – Estádio do ABC, Foz do Iguaçu

Televisionamento: nenhum

Arbitragem: Eduardo Elias Melek, Moisés Aparecido de Souza e Leandro Luiz Zeni.

Da última vez: A partida foi válida pela sétima rodada da 1.ª Fase da Divisão de Acesso de 2014, no dia 1.º de outubro, em Rolândia. O Foz saiu na frente com Thiago Henrique aos 5 minutos e tomou a virada com Didi aos 18 e Tcharlles aos 23. O Foz conseguiu o empate com gol de Fernando Belém aos 18 minutos da etapa final, mas o gol da vitória do Guerreiro do Norte veio dois minutos depois com Alexandre Black. Nacional 3 x 2 Foz do Iguaçu.

Desta vez: Ambos os times estão zerados na tabela. O Foz vai juntando seus reforços aos poucos e só agora, na terceira rodada, fará seu primeiro jogo em casa. O Nacional veio de dois adversários complicados, Coritiba e Londrina, e não deu facilidade a eles.

NewtonAgibert

Domingo, 8 de fevereiro – 17 horas – (11.º) Prudentópolis x Rio Branco (6.º) – Newton Agibert, Prudentópolis

Televisionamento: nenhum

Arbitragem: Fábio Marcos Zocante, Daniel Cotrim de Carvalho e Giovani Marcos Matielo.

Da última vez: Foi a Final do Interior do Paranaense 2014, realizada no dia 12 de abril. Jogando em Prudentópolis, após ter vencido por 2 a 1 em Paranaguá, o Prudentópolis levantou a taça e coroou surpreendente campanha ao vencer por 1 a 0, gol Thiago Henrique aos 21 minutos do segundo tempo. Prudentópolis 1 x 0 Rio Branco.

Desta vez: Sem marcar pontos, o Prudentópolis precisa vencer para dar a partida e se livrar o antes possível da Zona do Torneio da Morte. O Rio Branco vem empolgado. Após derrota na estreia, recuperou-se em alto estilo ao bater o Atlético debaixo de muita chuva em jogo que marcou a estreia de Roger Guerreiro, que se apresentou como principal articulador da equipe.

WillieDavids

 

Domingo, 8 de fevereiro – 17 horas – (8.º) Maringá x Londrina (2.º) – Willie Davids, Maringá

Televisionamento: Globo-RPC, Band-Tarobá

Arbitragem: Lucas Paulo Torezin, Adair Carlos Mondini e Everson de Souza.

Da última vez: Foi a finalíssima do Paranaense 2014, no dia 13 de abril, no mesmo Willie Davids. O empate por 2 a 2 no Café deixava tudo em aberto. O Londrina saiu na frente com gol de Maicon Silva aos 26 minutos, mas tomou o empate aos 30. Com isso, o jogo foi para os pênaltis e com a vitória por 4 a 3 o Londrina pôde erguer sua quarta taça de campeão paranaense. Maringá (3) 1 x 1 (4) Londrina.

Desta vez: O Londrina está com 100% de aproveitamento, em parte por manter a espinha dorsal do time que venceu o Paranaense e subiu à Série C. Reconstruído, o Maringá quer usar este Clássico do Café para ganhar confiança e entrar no rebolo.

ArenadaBaixada

Domingo, 8 de fevereiro – 19h30 – (9.º) Atlético x Paraná (4.º) – Joaquim Américo Guimarães (Arena da Baixada), Curitiba

Televisionamento: Premiere

Arbitragem: Edivaldo Elias da Silva, Bruno Boschilia, Weber Felipe Silva.

Da última vez: Foi pelas Quartas de Final do Paranaense 2014, no dia 23 de março. O Paraná jogava por um empate na Vila Capanema após ter vencido no Ecoestádio por 2 a 1. Porém, Marcos Guilherme, então destaque do sub-23 atleticano, tratou de acabar com os planos paranistas ao fazer dois gols, um aos 43 do primeiro tempo e outro aos 27 minutos do segundo tempo, levando o Furacão à semifinal. Paraná 0 x 2 Atlético.

Desta vez: Pela primeira vez o Derby da Rebouças será jogado na Arena da Baixada pós reforma para a Copa do Mundo. O Paraná vem de um empate e uma vitória, e leva vantagem por ter um time mais experiente, embora em formação. O Atlético ainda não venceu e aposta na juventude de seu time sub-23, que mostrou dificuldades defensivas contra o Rio Branco.

Leave a Comment

Filed under Metrópole adentro

Numeralhas da 2.ª Rodada do Paranaense

pr2015

A Rodada:

Coritiba 3 x 1 Maringá

Gols: Pedro Ken, Alan Santos, Rafhael Lucas (CFC); Rafael Santiago (MFC)

 

Londrina 1 x 0 Nacional

Gol: Germano (LEC)

 

Operário 2 x 0 Foz do Iguaçu

Gols: Douglas, Paulinho (OPE)

 

Prudentópolis 0 x 3 J. Malucelli

Gol: Netinho, Fabinho, Bruno Batata (JMA)

 

Rio Branco 3 x 1 Atlético

Gols: Bruno Andrade (2), Bruno Flores (RBR); Crysan (CAP)

 

Paraná 0 x 0 FC Cascavel

 

Jogos: 6

Gols: 14

Média de gols por partida da rodada: 2,33

Jogos até agora: 12

Gols até agora: 28

Média de gols por partida do campeonato: 2,33

 

Classificação

1.º J. Malucelli – 6 pts – 2 vitórias – saldo +5

2.º Londrina – 6 pts – 2 vitórias  – saldo +4

3.º Coritiba – 6 pts – 2 vitórias – saldo +3

4.º Operário – 4 pts – 1 vitória – saldo +2 – 3 gols marcados

4.º Paraná – 4 pts – 1 vitória – saldo + 2 – 3 gols marcados

6.º Rio Branco – 3 pts – 1 vitória – saldo 0 – 3 gols marcados

7.º FC Cascavel – 2 pt – 0 vitórias – saldo 0 – 0 gol marcado

8.º Maringá – 1 pt – 0 vitórias – saldo -2 – 2 gols marcados

9.º Atlético 1 pt – 0 vitórias – saldo -2 – 1 gol marcado

10.º Nacional – 0 pts – 0 vitórias – saldo -2 – 1 gol marcado

11.º Prudentópolis – 0 pts – 0 vitórias – saldo -5 – 1 gol marcado

12.º Foz do Iguaçu – 0 pts – 0 vitórias – saldo -5 – 0 gol marcado

 

* A média inglesa desta competição oscila entre 21 e 23 pontos. Não entendeu?Confira aqui!

* Em 2014, o Paraná foi o primeiro colocado da fase de grupos, marcando apenas 18 pontos, e o Atlético foi o oitavo com 15. Equiíbrio.

* Mais um 0 a 0 na rodada e mais um 0 a 0 envolvendo o FC Cascavel, o que rende uma sina bizarra. Dos 12 participantes, o FC Cascavel é o único que nunca perdeu um jogo na elite na história, mas também é o único que nunca venceu, fez ou sofreu gol.

 

Artilharia completa

3 gols

Rafhael Lucas (CFC)

2 gols

Rafael Santiago (MFC)

Douglas (OPE)

Bruno Andrade (RBR)

1 gol

Pedro Ken, Alan Santos (CFC)

Crysan (CAP)

Vieira (NAC)

Bruninho, Carlinhos, Ricardinho (PRC)

Serjão (PRU)

Wéverton, Dirceu, Rone Dias, Germano (LEC)

Paulinho (OPE)

Alex Fraga, Fernando, Netinho, Fabinho, Bruno Batata (JMA)

Bruno Flores (RBR)

 

Bruno Andrade do Rio Branco fez dois gols na rodada na vitória sobre o Atlético, o primeiro deles usando o gramado molhado e encobrindo o goleiro (Foto: Assessoria de imprensa do Rio Branco)

Bruno Andrade do Rio Branco fez dois gols na rodada na vitória sobre o Atlético, o primeiro deles usando o gramado molhado e encobrindo o goleiro (Foto: Assessoria de imprensa do Rio Branco)

 

* Com dois de Bruno Andrade e um de Bruno Flores, apenas atacantes  chamado Bruno fizeram gols pelo Rio Branco no Paranaense.

* O J. Malucelli tem a artilharia mais democrática, com cinco atletas diferentes e em todos os setores do campo: defesa, meio-campo e ataque.

* O gol de Crysan, do Atlético, foi o primeiro gol como profissional do atleta de 18 anos recém-promovido do time junior.

* Como não fez gol contra o Cascavel, toda a artilharia paranista segue formada por jogadores com alcunhas no diminutivo.

 

Leave a Comment

Filed under Numeralhas