Novo Mundo vence Uberlândia com jogada alvo de reclamações

Jogadores do Novo Mundo correm para comemorar ao mesmo tempo que atletas do Uberlândia vão reclamar com a arbitragem: time da casa ficou na bronca com suposto toque de mão na jogada

Jogadores do Novo Mundo correm para comemorar ao mesmo tempo que atletas do Uberlândia vão reclamar com a arbitragem: time da casa ficou na bronca com suposto toque de mão na jogada

Em um Clássico UberMundo que terminou com polêmica, o Novo Mundo bateu o Uberlândia pelo placar mínimo na tarde de sábado (30) no Manoel Gustavo Schier, casa do Uberlândia, pela segunda rodada da Série A da Suburbana. O único gol da partida, marcado por Matheus Bodão, foi alvo de reclamações por parte do time do Uberlândia de que Djonatan, que deu a assistência, teria usado o braço na jogada.

“Mais uma vez, lamentável. O cara carregou a bola na mão na frente do bandeira. Era lance fácil e fingiu que não viu, deixou para o árbitro e o árbitro ficou olhando para ele. Fomos prejudicados num jogo que duas equipes foram guerreiras e jogaram de igual para igual. Foi um grande clássico e vontade não faltou. Foi um jogo definido em detalhes, mas não podemos ficar lamentando, pois temos semana que vem outro clássico contra o Capão Raso. Precisamos corrigir erros, pois temos mais nove finais pela frente”, disse o zagueiro Alex Paiva, destaque do Uberlândia na partida.

O autor do gol, Matheus Bodão, por sua vez, afirmou que a bola de Djonathan foi matada no peito e virou um passe de cabeça para a feitura do gol. “Foi um clássico duro. Jogar na casa do Uberlândia é sempre difícil, pois é um time bem preparado. Estava no lugar certo na hora certa. Este ano o time está preparado bem, com elenco forte. Queremos uma campanha melhor que a do ano passado, quando fomos terceiro”, afirmou o camisa 7.

O Uberlândia segue sem marcar ponto na Suburbana, ocupando a 11.ª posição. O Novo Mundo segue com 100% de aproveitamento em jogos oficiais na temporada, chegando aos seis pontos, estando atrás apenas do Santa Quitéria, que tem saldo de gol maior. Na próxima rodada, sábado, 6 de agosto, o Uberlândia faz o clássico UberRaso contra o Capão Raso no José Carlos de Oliveira Sobrinho. O Novo Mundo recebe o Nova Orleans na Arena Vermelha. Juvenis entram em campo às 13h30 e adultos às 15h30.

O jogo

A primeira etapa do Clássico UberMundo foi bastante pegada e curiosamente sem lances mais ríspidos, ao ponto da caderneta do árbitro Robson Toloczko Coutinho terminar em branco, sem advertências. Com uma marcação bastante agressiva na saída de bola, o Uberlândia deu pouco espaço para a armação do Novo Mundo, enquanto que a defesa do Novo Mundo tomou os devidos cuidados para anular o atacante Diego Sena do Uberlândia, que teve apenas uma chance boa, quando se desvincilhou de um marcador após passe de Kiki, mas bateu travado. Com a bola, o Uberlândia mostrou dificuldades para finalizar, enquanto que o Novo Mundo arriscava mais.

A segunda etapa começou com o Novo Mundo tendo a oportunidade mais clara possível do futebol para abrir o marcador: pênalti cometido por Thiagão. O relógio marcava 6 minutos quando Marcelino correu e bateu no canto direito de Jiraya. O goleiro chegou próximo da bola, que caprichosamente tocou o poste direito e foi afastada pela defesa.

O pênalti perdido pelo Novo Mundo inflou a defesa do Uberlândia, que contou com boas atuações do volante Nepo e do zagueiro Alex Paiva nos desarmes. Do outro lado do campo, Paulinho, voltando de lesão, entrou no decorrer da partida, formando um bom conjunto com o veloz Kiki  e o forte Sena. O Novo Mundo contou com bom trabalho dos laterais Bruninho e César Romero e depois com as reposições de William e Fernandinho para tentar furar a defensiva auriazul.

O lance que gerou polêmica, e o único gol da partida, foi aos 36 minutos, pouco tempo depois de Thiagão ter levado perigo no ataque em jogada aérea. Djonatan deu passe para Matheus Bodão, a defesa parou pedindo toque de mão na assistência, e o camisa 7 do Novo Mundo bateu na saída do goleiro. Os atletas do Uberlândia correram para reclamar com o auxiliar Fernando César Tobias, que estava de frente para o lance e poderia ter visto se houve ou não o toque. Infelizmente, a reportagem estava no lado oposto, sem poder se certificar se foi toque de mão direita ou se a bola foi levada com o peito.

Nos juvenis, vitória do Novo Mundo

Na preliminar, melhor para o Novo Mundo, que venceu por 2 a 0. Foi uma partida bastante disputada, com os dois goleiros trabalhando bastante e com muitas faltas de discussões.

Os dois gols saíram na etapa final, ambos marcados por Pedro. O camisa 6 do Novo Mundo comemorou após aproveitar dois rebotes do goleiro, aos 18 e aos 35 minutos, colocando o Novo Mundo na vice-liderança, com seis pontos, atrás do líder Nova Orleans no saldo de gol. O Uberlândia é o 11.º, sem ponto marcado.

Ficha Técnica:

Uberlândia 0 x 1 Novo Mundo

Estádio Manoel Gustavo Schier, Vila Uberlândia, Novo Mundo

Uberlândia: Jiraya; Thiagão, Alex Paiva e Luan Santos; Luizinho (Halyson), Nepo, Henrique (Paulinho), JP (Felipinho) e Alan (Luccas); Kiki e Diego Sena. Técnico: Joãozinho Ribeiro (suspenso, ficou fora do banco, sendo substituído pelo auxiliar Alex Carioca).

Novo Mundo: Jociel Henrique; Bruninho, Ricardo Ehle, Brunão e César Romero; Evandro, Matheus Bodão, Djonatan e Marquinhos Lima (André); Marcelino (William) e Marquinhos Cambalhota (Fernandinho). Técnico: Ivo Petry

Arbitragem: Robson Toloczko Coutinho, Fabrício da Silva Martins e Fernando César Tobias.

Gol: Matheus Bodão (NMU, aos 36’/2.º).

Cartões Amarelos: Thiagão, Nepo, Paulinho (UBE); Brunão, César Romero, Marquinhos Lima (NMU).

Confira imagens das partidas:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Leave a Comment

Filed under Futebol Alternativo, Metrópole adentro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *