Bangu, Grêmio Ipiranga, Nacional e União Ahu promovem festival de empates no Boqueirão

Tudo igual no XV de Agosto nos duelos Bangu x Grêmio Ipiranga (esq) e Nacional x União Ahu (dir)

Todas as honras foram repartidas na tarde de sábado (13) no Estádio XV de Agosto pela Copa de Futebol Amador da Capital. Os duelos diretos entre Bangu e Grêmio Ipiranga e entre Nacional e União Ahu acabaram rigorosamente empatados sob o mesmo placar, 2 a 2.

Nacional, União Ahu e Bangu terminaram a rodada formando “o Bonde dos Quatro Pontos”, separados na tabela por critérios de desempate. O alviceleste tem saldo de gols zero, o aurirubronegro tem saldo -1 com sete gols marcados, e o time rubronegro tem saldo -1 com seis gols marcados. As equipe ocupam respectivamente o sexto, o sétimo e o oitavo postos na tabela. Já o Grêmio Ipiranga pontuou pela primeira vez e manteve a décima posição que possuía antes da bola rolar.

Os quatro times voltam a jogar no próximo sábado (20). União Ahu e Bangu jogam no Parque Linear, com o União Ahu encarando o Capão Raso às 13h30 e o Bangu visitando o Santíssima Trindade às 15h30. Nacional e Grêmio Ipiranga também dividirão vestiários na próxima rodada, mas no Elba de Pádua Lima, com o Nacional encarando o Shabureya às 13h30 e o Grêmio Ipiranga fazendo duelo caseiro às 15h30 contra o Palmeirinha.

Primeiro tempo pró-Bangu

O primeiro tempo da preliminar terminou com vantagem no placar para o Bangu. O time do Santo Inácio, no entanto, saiu atrás no placar, com Juliano marcando aos 10 minutos para o Grêmio Ipiranga.

O empate veio em ótima conclusão de Fumaça aos 26 minutos da etapa inicial. A virada do Bangu veio por meio do matador Luizinho, aos 35 minutos.

Antes tarde do que nunca

O lateral Moura chegou mais tarde ao campo e entrou no intervalo. Foi o suficiente para, junto com Lucas e Moraes, alterações promovidas pelo técnico Marcio Victor, mudar o panorama da partida.

Bastante rápido, o experiente baixinho da camisa 16 costurou a defesa banguense pelo lado direito até ser parado com falta dentro da área. Pênalti que o jovem Moraes converteu com frieza aos 24 minutos da etapa final.

Ainda deu tempo para o Bangu ficar com um a menos em campo, pois Joãozinho foi expulso ao receber o segundo amarelo por reclamação aos 34 da etapa final. Placar final de 2 a 2.

“Foi um jogo difícil. Equipe começando a entrosar, com jogadores novos. Perdemos um pouco de pegada com alterações, perdemos jogador expulso e agora é recuperar e entrosar a equipe”, afirmou o atacante Luizinho após o jogo.

“Estava no trabalho, larguei um pouco tarde, teve trânsito, mas deu para jogar no segundo tempo e ter oportunidade de ajudar a equipe”, disse Moura.

Empate com gol de Puskas e momentos de UFC

O empate entre Nacional e União Ahu por 2 a 2 teve momentos belos e muitas expulsões e nervosismo no jogo de fundo.

O jovem time do Nacional, com uma formação ligeiramente mais experiente que na rodada passada saiu na frente com um gol de Nícolas, aproveitando rebote de fora da área aos 15 minutos.

A resposta do União Ahu foi rápida com Son acionando Dadinho, que bateu para empatar aos 19 minutos.

Aos 23 minutos, um gol que poderia ser indicado tranquilamente ao Prêmio Puskas de Gol do Ano. Son recebeu, deu um chapéu no zagueiro e bateu com muita força para o gol. A bola chegou a tocar o travessão antes de morrer nas redes do goleiro Ricardo.

Na segunda etapa, o Nacional chegou rapidamente ao empate. Em pênalti bastante reclamado sobre Luís Matheus, aos dois minutos, Guilherme cobrou deslocando o goleiro Maurício.

Depois disso, o jogo começou a tomar contornos de UFC com entradas fortes como a de Son em Douglas sem a bola, desencadeando em seguida uma série de desinteligências na lateral do gramado perto do banco do União Ahu. Nesta confusão, o árbitro Diego Henrique Bueno Paschoal expulsou um de cada lado: Guilherme do Nacional e Fábio do União Ahu.

O Nacional acabou terminando a partida com apenas oito jogadores em campo. Luciano recebeu cartão vermelho direto aos 36 minutos após entrada desastrada em Romildo. E Baraka recebeu o segundo amarelo aos 41 minutos em lance em que houve uma entrada dura na linha lateral na disputa entre Marconi e Romildo.

“Foi um jogo pegado com duas equipes correndo bastante, muita falta, difícil manter a bola no chão. Vamos para a próxima partida para tentarmos seguir no campeonato”, disse Nícolas do Nacional.

“Realmente foi jogo pegado, time deles mais leve e o nosso mais pesado com veteraninhos, conseguimos botar a bola no chão. O pênalti deles foi uma vergonha,mas valeu pela garra e pela determinação”, analisou Son do União Ahu.

É pau

Cercado de árvores, o campo do XV de Agosto é bastante agradável em dias mais quentes. No entanto, como efeito colateral, duas bolas foram parar no alto da vegetação. Uma delas sofreu uma inusitada tentativa de recuperação no intervalo com uma vara de uns sete metros de comprimento que acabou se quebrando ao meio, mas foi utilizada por uma pessoas que subiu na copa para retirar o objeto do alto.

Ficha Técnica das Partidas:

Rodada dupla no Estádio XV de Agosto, Boqueirão, Curitiba

Bangu 2 x 2 Grêmio Ipiranga

Bangu: Ricardo; Johninho (Ronan), Diego, Samuca e Neguinho (Marcelo); Fumaça (Thiago), Elton (Juninho), Baresi e Joãozinho; Luizinho e Zanca (Bruno). Técnico: Jefferson.

Grêmio Ipiranga: Osni; Luís (Moura), Cafu, Gamarra, Luan (David); Marcelinho, Carlinhos, Gustavo e Alex (Moraes); Juliano e Felipe (Lucas). Técnico: Márcio Victor.

Arbitragem: Jhonathan Fossa da Cruz, Roberto Rivelino dos Santos Junior, Alisson Alceu Bernardi Lovato.

Gols: Juliano (GRI, aos 10’/1.º), Fumaça (BAN, aos 26’/1.º), Luizinho (BAN, aos 35’/1.º), Moraes (GRI, aos 24’/2.º).

Cartões Amarelos: Ricardo, Baresi, Joãozinho, Ronan (BAN); Juliano, Moura (GRI).

Cartão Vermelho: Joãozinho (BAN, aos 34’/2.º, dupla advertência)

Nacional 2 x 2 União Ahu

Nacional: Ricardo; Bruninho, Barney (Gustavo, depois Erick), Luciano e Evandro; Baraka, Douglas (Jefferson), Guilherme e Fernandinho; Luís Matheus (Luquinhas) e Nícolas. Técnico: Alemão.

União Ahu: Maurício; Pedro, Fred (Fábio), Beto e Vivi (Matheus); Thiago, Luciano, Son e Guilherme (Stanley); Dadinho e Clé (Romildo). Técnico: Marcelo Leôncio.

Arbitragem: Diego Henrique Bueno Paschoal, Andrei Valenga Guimarães, André Assunção Estevam.

Gols: Nícolas (NAC, aos 15’/1.º), Dadinho (AHU, aos 19’/1º), Son (AHU, aos 23’/1.º), Guilherme  (NAC, aos 2’/2.º).

Cartões Amarelos: Baraka (NAC); Pedro, Vivi, Son, Romildo (AHU).

Cartões Vermelhos: Guilherme (NAC, aos 17’/2.º, após empurra-empurra generalizado), Fábio (AHU, aos 17’/2.º, após empurra-empurra generalizado), Luciano (NAC, aos 36’/2.º, após entrada dura), Baraka (NAC, aos 41’/2.º, dupla advertência).

Confira Imagens das Partidas:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Leave a Comment

Filed under Futebol Alternativo, Metrópole adentro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *