Regulamento muda e Segundona, mesmo esvaziada, fica mais longa

No ano seguinte ao rebaixamento, o Bangu busca o retorno à elite da Suburbana
No ano seguinte ao rebaixamento, o Bangu busca o retorno à elite da Suburbana

A Série B da Suburbana de 2016 terá apenas 15 times, contra 22 que entraram em campo (20 concluindo Adulto e 21 Juvenil) do ano passado. Porém, a competição será mais longa que a Série A, começando dia 9 de julho, uma semana antes, e acabando uma semana dia 10 de dezembro, uma semana depois. O regulamento foi definido em arbitral nesta quinta-feira (2) na sede da Federação Paranaense de Futebol (FPF).

A fórmula é similar ao da Série A: todos os times jogarão entre si na primeira fase, classificando os oito primeiros. Então, os oito primeiros se enfrentarão em duelos eliminatórios com ida e volta até a data da decisão. Os juvenis acompanham a tabela dos adultos na primeira fase e nas fases seguintes (se possível).

O porquê do esvaziamento e quem tá dentro

Campeão juvenil, o Caxias não defenderá seu título
Campeão juvenil da Série B, o Caxias não defenderá seu título

As duas baixas da Série A impactaram a Série B. Sem o Combate Barreirinha e sem o Urano, Imperial e Capão Raso foram promovidos além do vice-campeão Uberlândia. Além deles, tivemos os pedidos de licença do Boqueirão, do Tanguá, do Ypiranga, do Caxias (que teve uma parceria cogitada nos bastidores) e do Flamengo. Dos times que terminaram a Segundona no ano passado, não temos também o Rio Negro. O Diamante, que só concluiu os juvenis depois de sofrer WO nos adultos, irá jogar sua segunda temporada na Suburbana.

Para compensar as saídas e promoções, duas novidades. A primeira é o Fortaleza, representando o Jardim Gabineto, território pertencente à parte norte da Cidade Industrial, e que retorna às competições federadas. A outra é um clube jovem, fundado em 2013 no Futebol de 7 e que fez transição para o campo em 2015, o Shabureya, que mandará seus jogos no CT Toca do Jacaré, no Ganchinho, mas pretende ter campo no Sítio Cercado, bairro da Zona Sul escolhido como base.

Semifinalista da Copa de Futebol Amador, o União Ahu surpreendentemente mudou de treinador, mas segue como um dos times que despontam com certo favoritismo na luta pelo acesso
Semifinalista da Copa de Futebol Amador, o União Ahu surpreendentemente mudou de treinador (Tachinha não comanda mais a equipe), mas segue como um dos times que despontam com certo favoritismo na luta pelo acesso

Sendo assim, a Segundona terá os seguintes participantes:

– Os rebaixados da Série A Vila Hauer e Bangu

– Os remanescentes São Braz, Grêmio Ipiranga, Bairro Alto, Palmeirinha, Vasco da Gama, União Ahu, Olímpico, Vila Sandra, Santíssima Trindade, Sergipe e Diamante.

– As novidades Fortaleza e Shabureya.

About the author

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: