Santa Quitéria bate Operário Pilarzinho e começa mata-mata com vantagem

Jogadores do Santa Quitéria comemoram o gol de Robson, o segundo na vitória sobre o Operário Pilarzinho: um empate separa os atuais campeões de mais uma semifinal
Jogadores do Santa Quitéria comemoram o gol de Robson, o segundo na vitória sobre o Operário Pilarzinho: um empate separa os atuais campeões de mais uma semifinal

Jogando no Bôrtolo Gava, casa do adversário, o Santa Quitéria deu mais um importante passo em sua luta pelo bicampeonato ao vencer o Operário Pilarzinho por 3 a 0, na tarde deste sábado (15). O resultado deixa a equipe dependente de apenas um empate para chegar às semifinais. Os gols da partida foram marcados por Massai, Robson e Jonas.

Ao Operário Pilarzinho, resta vencer por qualquer placar, não há saldo de gols no mata-mata, para levar a decisão para os pênaltis. Os duelos de volta serão no próximo sábado (22), com os juvenis (Trieste x Operário Pilarzinho) em campo no Maurício Fruet às 13h30 e os adultos às 15h30. Os horários poderão ser alterados para mais tarde caso a FPF cumpra a tradição de adaptar sua tabela ao horário de verão (até o momento desta reportagem ainda não o havia feito).

“Quero agradecer a Deus. A primeira [cobrança de falta] não fez a curva, mas a segunda fez e pude ser feliz ao ajudar a equipe a conseguir vantagem. Não ganhamos nada, mas temos uma vantagem, que pena que não tem saldo, numa regra que ninguém entende. Vamos dentro de casa fazer o melhor. Mais uma vez a defesa começa na frente e se todo mundo ajudar a marcar e não dermos brecha, não tomaremos gol e sairemos classificados”, disse o goleiro-artilheiro Jonas, do Santa Quitéria, cuja invencibilidade no próximo duelo garantirá a vaga nas semifinais.

 

“Agora temos de jogar fora o que não jogamos hoje [sábado]. Eles vieram aqui, uma equipe forte, e jogaram melhor do que jogamos. Fizeram por merecer e ficamos vendo jogar. Somos fortes em casa, mas eles fizeram o que a gente faz e agora a gente vai ter de fazer o que não fez até agora no campeonato, que é ganhar fora de casa, para daí decidirmos nos pênaltis. O futebol é imprevisível, por isso é bom. Temos de trabalhar para fazermos algo que é difícil, mas não é impossível”, analisou após o jogo o meia Joãozinho Madureira do Operário Pilarzinho.

O jogo

A partida começou com muita disputa nas intermediárias, mas com o Santa Quitéria mais objetivo e usando bem os lados do campo. E foi assim que o gol saiu aos 27 minutos do primeiro tempo. Após cruzamento da direita, Massai apareceu para concluir no segundo pau.

Na primeira etapa, o Operário Pilarzinho teve chance de marcar com Wá com o gol praticamente aberto e na segunda etapa teve uma chance parecida com Ricardinho.

No entanto, o Santa Quitéria dominou as ações e foi mais eficiente. Aos 17 minutos da etapa final, Massai avançou pela ponta direita e cruzou rasteiro. Jônatas Omelete fez um corta-luz e Robson só concluiu para dentro das redes.

Para a vitória do Santa Quitéria ser completa, só faltava um gol do seu goleiro-artilheiro Jonas, que havia tentado uma fez e visto ela passar perto do gol. Na sua segunda tentativa, aos 36 minutos, o camisa 1 cobrou com perfeição no ângulo esquerdo de Evandro, fechando o marcador.

Nos juvenis, vantagem para o Trieste

Na preliminar de juvenis, vitória do Trieste sobre o Operário Pilarzinho por 1 a 0. O Tricolor da Colônia joga por um empate na partida de volta no Maurício Fruet, enquanto que o Pilarzinho precisará vencer para levar aos pênaltis.

O time da casa teve chances claras com Vítor e nas jogadas criadas pelo ponta Ramires, destaque do jogo. Porém, o Trieste foi eficiente na chance clara que teve. Aos 31 minutos do segundo tempo, Ruan dominou na entrada da área, cortou o zagueiro e bateu no canto do gol, garantindo a vantagem dos atuais campeões na busca por uma vaga nas semifinais.

Ficha Técnica:

Operário Pilarzinho 0 x 3 Santa Quitéria

Estádio Bôrtolo Gava, Pilarzinho, Curitiba

Operário Pilarzinho: Evandro; Cabeça (Cristian Neguinho), Rodrigão (Herlon), Willian Maluco (Diego) e Patrik; Kelvin, Robson Baroni, Joãozinho Madureira e Wá (Rodriguinho); Ricardinho (Cainan) e Adriano Sagui. Técnico: Peterson Freitas.

Santa Quitéria: Jonas; Lito (Alan), Baloy, Jair e Jean; Edson Grilo (Diego), Ednaldo Pedra, Orlei e Massai; Robson (Dinda) e Jônatas Omelete (Luan). Tècnico: Valmir Constantino.

Arbitragem: Cristian Eduardo Gorski da Luz, Heitor Alex Eurich e Tom Gomes Rocha.

Gols: Massai (SQT, aos 27’/1º), Robson (SQT, aos 17’/2.º), Jonas (SQT, aos 36’/2.º).

Cartões Amarelos: Patrik, Kelvin, Robson Baroni (OPP); Edson Grilo (SQT).

Confira imagens das partidas:

Este slideshow necessita de JavaScript.

About the author

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: