São Braz vence Capão Raso e está na final da Copinha

Tripa (9) fez o primeiro gol do São Braz no Monte Bérico

Em jogo realizado na tarde deste sábado (6) no Monte Bérico, o São Braz venceu o Capão Raso está na final da Copa de Futebol Amador da Capital. Tripa e Davi fizeram os gols do time mandante em um jogo com três expulsões. Eliminado, o Capão Raso terminou como quarto colocado. Classificado, o São Braz pega na decisão o Grêmio Ipiranga que, na outra semifinal, venceu o Palmeirinha por 3 a 0. A decisão será em duas partidas, a primeira no próximo sábado (13) às 15h30 no Monte Bérico.

“Começamos bem no jogo, tomando conta, tivemos oportunidade de empatar com eles na frente, aí jogo ficou aberto e tomamos o segundo. O importante é não perder o foco, que este campeonato é de preparação e vamos trabalhar para entrarmos forte na Suburbana”, disse Lipe, lateral do Capão Raso. “Conseguimos chegar ao primeiro objetivo com garra e determinação. Um jogando pelo outro. Agora é foco na final, trabalhar forte para conquistar este título”, afirmou Tripa, atacante do São Braz.

O jogo

Jogo começou bastante aberto, com os dois times correndo atrás do gol. O São Braz apostava nas enfiadas para Luizinho, Castelli e Tripa, enquanto que o Capão Raso tentava principalmente as jogadas por Lipe no lado direito. No entanto, o Capão Raso errava muitos passes e assim perdeu espaço no jogo de meio-campo.

E passando a ter mais a bola, o São Braz chegou ao gol de abertura. Davi cruzou e Tripa finalizou de cabeça aos 30 minutos.

Aos 40 minutos, Dinda do Capão Raso e Lucas do São Braz trocaram tapas e empurrões e foram expulsos. O Capão Raso, precisando de gol, ficou sem sua referência. O São Braz, podendo se defender, ficou sem um de seus volantes, bem no setor onde o adversário mais criava.

E foi numa arrancada pela direita que Lipe se projetou e sofreu pênalti. Aos 47 minutos, Sorocaba correu para a cobrança e bateu à direita do gol de Jair, perdendo a chance do empate.

Aos 9 do segundo tempo, Cão Foliento do São Braz foi expulso ao levar o segundo amarelo, deixando sua equipe reduzida a nove atletas.

Assim, o Capão Raso passou a dominar a posse de bola, tendo Wesllem Pelé como principal armador, mas pecando na falta de contundência, justamente por ter perdido a referência. O São Braz passou a investir em contra-ataques esparsos, tentando matar o jogo.

Após bastante pressão, quem acabou marcando foi mesmo o São Braz. Rômulo recebeu na direita e cruzou na cabeça de Davi. Era o gol que selou a classificação aos 40 minutos e que esfriou o ímpeto do Capão Raso numa tarde que a temperatura máxima foi de apenas 12 graus, mas propiciou um jogo quente.

Ficha Técnica:

São Braz 2 x 0 Capão Raso

Estádio Monte Bérico, São Braz, Curitiba

São Braz: Jair; Paulinho, Fred (Rômulo), Couto (Pedro) e Allan (Thiago); Lucas, Cão Foliento, Davi e Castelli (Felipinho); Tripa e Luizinho (Cesinha). Técnico: Romildo Carignano.

Capão Raso: André; Lipe, Jeferson (Wescley), Alex Paiva e Nathan (Go); Daniel (Felipe Cezar), Lelê (Matheus Gomes), Wesllem Pelé, Sorocaba (Ryan) e Leco; Dinda. Técnico: Robson Luís.

Arbitragem: Eduardo Elias Melek, Weber Felipe Silva, Eduardo Luis Teixeira Furiatti.

Gols: Tripa (SBR, aos 30’/1.º), Davi (SBR, aos 40’/2.º).

Cartões Amarelos: Cão Foliento, Cesinha (SBR); Daniel, Lipe (UCR).

Cartões Vermelhos: Lucas (SBR, aos 40’/1.º, direto com golpe no peito do adversário); Dinda (UCR, aos 40’/1.º, direto com golpe no peito do adversário); Cão Foliento (SBR, aos 9/2.º, dupla advertência).

Confira imagens da partida:

Este slideshow necessita de JavaScript.

About the author

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: