Trieste goleia Vila Sandra e assume a ponta da Suburbana

Jogadores do Trieste comemoram o segundo gol de Bruno Batata, o quarto da equipe na tarde de sábado

O rival Iguaçu ajudou batendo o Operário Pilarzinho e o Trieste fez sua parte: batendo o Vila Sandra de virada por 4 a 1, a equipe do Francisco Muraro é a nova líder da Suburbana. Bruno Batata foi o destaque da partida, marcando duas vezes. Neto e Marquinhos Cambalhota também marcaram para o time da casa. Nenê abriu o placar para o Vila Sandra.

“Foi um jogo difícil, a gente veio com intuito de marcar mais e tivemos felicidade de fazer 1 a 0 e o Trieste é uma grande equipe e o que prevaleceu foi o físico, com o Trieste aproveitando e virando”, disse Nenê do Vila Sandra. “Assumimos a liderança. Sempre bom está na frente. Foi um jogo que saímos perdendo e tivemos domínio inteiro, diversas oportunidades, mas conseguimos concluir. No outro jogo, o Jociel tinha feito bela reposição e fiz gol e agora de novo”, analisou Bruno Batata.

O resultado colocou o Trieste na liderança com 8 pontos, estando à frente do arquirrival Iguaçu pelo critério de saldo de gols, 7 a 2. O Vila Sandra é agora o décimo colocado com três pontos. No próximo sábado (02/09), o Trieste enfrenta o Operário Pilarzinho no Francisco Muraro. O Vila Sandra também joga em casa, recebendo o Nova Orleans no Ozório Claudino de Barros. Os juvenis entram em campo às 13h30 e os adultos às 15h30.

O jogo

A partida teve um primeiro tempo bastante movimentado com muitas chances perdidas. O Vila Sandra saiu na frente aos 7 minutos. Nenê bateu falta na direita, a bola bateu na barreira e voltou para o 10 alvinegro mandar o rebote na gaveta.

A reação do Trieste foi rápida, pois aos 12 minutos o lateral-direito Neto acertou uma cabeçada no gol de Felipe.

O gol fez o Trieste passar a dominar o meio de campo, com todos os jogadores trabalhando bem a bola e municiando a dupla Bruno Batata e Marquinhos Cambalhota.

A mecânica funcionou na segunda etapa, com Bruno Batata virando o marcados aos 6 minutos.

Aos 14 minutos, Batata costurou a defesa do Vila Sandra e deixou Marquinhos Cambalhota em condições de marcar o terceiro.

Um dos melhores em campo foi o goleiro Felipe do Vila Sandra, que evitou um placar mais elástico. No entanto, Felipe não teve o que fazer perto do apagar das luzes, aos 45 minutos, quando o outro goleiro, Jociel Henrique, fez um lançamento na medida para Bruno Batata concluir com frieza e decretar o placar final da partida.

Nos juvenis, o placar foi o mesmo

Jogadores do Trieste comemoram o gol do Morais, que abriu o placar no Francisco Muraro: liderança também no sub-17

Nos juvenis, a preliminar mostrou o mesmo placar do jogo de fundo: 4 a 1 para o Trieste, embora a história tenha sido um tanto diferente. O Trieste lidera com 12 pontos, 100% de aproveitamento, enquanto que o Vila Sandra é o oitavo com 4 pontos.

O Trieste começou dominando a partida com ótimo toque de bola. O centroavante Morais, ex-Renovicente, abriu o marcador já aos 5 minutos. O segundo gol foi de Aramis, um dos artilheiros da competição aos 12 minutos. O Vila Sandra diminuiu com Luquinhas so 32 minutos.

No segundo tempo, o Trieste parou de jogar e o Vila Sandra passou a perder chances em escala industrial. Mas quando parecia mais perto do empate, o golpe veio com time da casa acordando. Aramis fez o segundo dele aos 29 minutos e Erick saiu do banco para fechar a contagem aos 38 minutos.

Estreia famosa

A rodada marcou uma estreia na tabela dos Juvenis: o asterisco. Por decisão do Tribunal de Justiça Desportiva (TJD), o Vila Fanny foi punido com a perda de três pontos pela escalação irregular de um atleta na estreia da competição. Com isso, o Alvirrubro da Linha Verde está zerado na pontuação.

Ficha Técnica:

Trieste 4 x 1 Vila Sandra

Estádio Francisco Muraro (Trieste Stadium), Santa Felicidade, Curitiba.

Trieste: Jociel Henrique; Neto, Igor, Jair e Marabá; Bruninho (Bodão), Haroldo,  Edson Grilo (Roberto) e Danilo (Joãozinho); Bruno Batata e Marquinhos Cambalhota (Felipe Caron). Técnico: Ivo Petry.

Vila Sandra: Felipe; Cleiton (Pedro), Lela, Vinícius e Dedé; Clóvis (Tatá), César (Fabrício), Maia (Marcos Paulo) e Nenê; Thiguinho (Leco) e Zé Ricardo (Adriano). Técnico: Haroldo José.

Arbitragem: Cristiano Antônio Teixeira, Ivan Carlos Bohn e Alison Alceu Bernardi Lovato.

Gols: Nenê (UVS, aos 7’/1.º), Neto (TRI, aos 12’/1.º), Bruno Batata (TRI, aos 6’/2.º, aos 45’/2.º), Marquinhos Cambalhota (TRI, aos 14’/2.º).

Cartões Amarelos: Jair (TRI), Dedé (UVS).

Confira imagens da partida:

Este slideshow necessita de JavaScript.

About the author

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: