União Vila Torres vira sobre Grêmio Ipiranga e fecha grupo em 1.º

Pedimos desculpas e também compreensão pelo atraso de dois dias da matéria. Estive acometido de um esgotamento físico e mental que me impediu de fechar este material aqui no prazo previsto.

Mergulho de alegria: Dinda mergulha no campo alagado ao empatar o jogo para o União Vila Torres

Em um jogo realizado no último sábado (6) num gramado encharcado do Mário Vendramel, o União Vila Torres virou uma partida sobre o Grêmio Ipiranga por 2 a 1 e terminou o Grupo B da Série B da Suburbana em primeiro lugar com 18 pontos em 24 possíveis e nenhuma derrota. O Grêmio Ipiranga ficou em terceiro lugar da chave com 17 pontos, sendo superado pelo Palmeirinha, segundo lugar, no saldo de gols. Jackson Laguna marcou para o Grêmio Ipiranga e Dinda e Leco marcaram para o União Vila Torres.

“A gente vinha conversando que não poderia deixar eles reagir no segundo tempo. Não conseguimos matar os contra-ataques quando estava na frente do jogo. Eles conseguiram reagir na hora certa e agora vamos pensar no mata-mata”, disse Jansen, goleiro do Grêmio Ipiranga. “A equipe teve momento difícil tomando gol no início, jogo truncado. Fizemos de pênalti com o Dinda e depois sobrou uma bola e consegui fazer o gol da virada”, disse Leco, ponta do União Vila Torres.

Na próxima fase, marcada para depois do Feriado de 12 de outubro, o União Vila Torres encarará o Vila Hauer, com a ida sendo na casa do Vila Hauer e a volta na Vila Torres. O Grêmio Ipiranga enfrentará o Bangu sendo o mandante na ida e visitante na volta.

O jogo

Choveu bastante em Curitiba no sábado. O campo ficou alagado iniciando com cerca de 30% da superfície debaixo d’água. Com isso, ficou truncado, com vantagem para quem soube tirar a bola do chão com mais facilidade. Mesmo assim, foi um jogo bastante leal, com nenhum dos cartões sendo aplicado por falta dura. Faltas foram poucas, mas a bola teve dificuldade para rolar.

O Grêmio Ipiranga entendeu mais facilmente as condições do piso e saiu na frente aos 19 minutos do primeiro tempo. Jackson Laguna finalizou de letra sem chances para o goleiro Jhonatan, um gol de rara habilidade e recurso técnico.

Na frente do marcador, o Grêmio Ipiranga diminuiu o ritmo na etapa final e viu o União Vila Torres crescer no jogo, ao dominar o meio de campo abrindo pelas pontas e tendo o veterano Salário como principal fonte de bolas paradas. A blitz veio e a torcida, que encarou uma tempestade, começou a empurrar o time da casa para a frente.

O empate veio aos 20 minutos após um pênalti marcado. Dinda, outro herói local que resolveu jogar pelo time de seu bairro recém-filiado, bateu com força e mergulhou na comemoração.

Com isso, o União Vila Torres ficou mais empolgado e chegou à virada aos 33 minutos. Salário lançou, a defesa desviou e Leco, que vinha sendo um dos destaques com dribles pela ponta, pegou firme e marcou para o delírio dos torcedores e companheiros de time. O pequeno e incansável ponta chegou a ser carregado na comemoração pelo grandalhão Dinda como se fosse uma criança.

Nos minutos que restaram, o jogo virou um duelo de uma bola: ou o Grêmio Ipiranga empatava numa estocada e recuperava a liderança do grupo, ou o Vila Torres matava o jogo em uma de suas chances. Nenhuma delas aconteceu e o jogo ficou no 2 a 1 para os mandantes.

Nos juvenis, goleiro improvisado brilha, mas não evita goleada

Suco de laranja: Com vistoso uniforme, o União Vila Torres fechou em primeiro também no juvenil

Na preliminar de juvenis, o União Vila Torres goleou o Grêmio Ipiranga por 5 a 0 e também fechou a 1.ª Fase como campeão da chave. Com 19 pontos, a equipe enfrentará o Tanguá no mata-mata. O Grêmio Ipiranga terminou em oitavo e está fora da competição. Matheus fez um gol. Ygor e Cacá marcaram duas vezes, mas a partida teve detalhes pitorescos.

Além da forte chuva que encharcou o gramado, o Grêmio Ipiranga entrou com apenas dez jogadores em campo e, por lesões, terminou com oito. Para aumentar o nível de dificuldades, sem goleiro de ofício disponível, o meia de origem Miguel vestiu as luvas e, apesar do placar, não fez feio. O goleiro improvisado fez grandes defesas e mostrou reflexos e senso de antecipação aos atacantes, evitando uma goleada histórica que poderia chegar aos dois dígitos, não sendo nenhum dos cinco gols resultado de alguma falha.

Ficha Técnica:

União Vila Torres 2 x 1 Grêmio Ipiranga

Estádio Mário Vendramel, Vila Torres, Prado Velho, Curitiba

União Vila Torres: Jhonatan; Roxinho, Fabrício, Erick e Leonardo (Pedro Leonardo); Dandão, Caíque, Leco, Salário (Felipe Oliveira) e Marcelinho (Felipinho); Dinda. Técnico: Edevaldo Kanu.

Grêmio Ipiranga: Janssen; Moura (Kevinho), Gamarra, Alex Dog e Maranhão; Marcelo (Matheus Ferreira), Pedro, Raul (Moraes) e Jackson Laguna; Matheus e Vinícius (Diego). Técnico: Deoclécio.

Arbitragem: Robson Toloczko Coutinho, Ryan Chubter Ribeiro, Alisson Alceu Bernardi Lovato.

Gols: Jackson Laguna (GRI, aos 19’/1.º), Dinda (UVT, aos 20’/2.º), Leco (UVT, aos 33’/2.º).

Cartão Amarelo: Alex Dog (GRI)

Cartão Vermelho: Moraes (GRI, após o apito final, por reclamação e ofensas ao árbitro, segundo súmula).

Confira imagens da partida:

Este slideshow necessita de JavaScript.

About the author

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: