Vila Fanny vence Iguaçu de virada e entra na briga pela ponta

Guelo (18) sobe no alambrado após marcar o primeiro de seus dois gols na vitória do Vila Fanny: meia-atacante saiu do banco para colocar o Vila Fanny na briga pela liderança da Suburbana
Guelo (18) sobe no alambrado após marcar o primeiro de seus dois gols na vitória do Vila Fanny: meia-atacante saiu do banco para colocar o Vila Fanny na briga pela liderança da Suburbana

Em um jogo bem disputado e com os gols concentrados em dez minutos, o Vila Fanny venceu o Iguaçu de virada por 2 a 1, na tarde deste sábado (27), no Ismael Gabardo, e entrou de vez na briga pela ponta da tabela da Suburbana. Guelo, autor dos dois gols alvirrubros, foi o destaque do jogo, enquanto que Luisinho Netto (aquele) fez o gol do Iguaçu. Magu perdeu um pênalti para o time da casa quando o jogo estava 0 a 0.

O resultado manteve o Vila Fanny em quarto, mas agora com o mesmo número de pontos do vice-líder, o próprio Iguaçu, e do terceiro colocado Novo Mundo, dez. Iguaçu e Fanny têm três pontos a menos que o líder Santa Quitéria, que agora é o único invicto da competição.

“Estamos na briga. Graças a Deus, entramos dispostos, sabendo que podíamos deixar o campeonato mais disputado com uma vitória. Se ganharmos mais um jogo, deixaremos a classificação tranquila. Como pôde ver, tivemos vários no banco que entraram para ajudar. Pude ser feliz e fazer esses dois gols”, afirmou Guelo.

 

“Temos de continuar com o pezinho no chão, trabalhando. Tivemos chances com um minuto e depois quatro chances no primeiro tempo para matar o jogo, além de sairmos na frente. Depois teve falta duvidosa no gol que tomamos o empate. Ainda podemos buscar a ponta da tabela, mas o importante é entrar entre os oito e depois ir classificando”, disse Luisinho Netto.

Na próxima rodada, dia 3 de setembro, o Iguaçu recebe o lanterna Nacional no Monte Bérico, campo do Flamengo, onde segue cumprindo punição de perda de mando de jogo. O Vila Fanny recebe o Capão Raso, décimo na tabela, no Ismael Gabardo. Os juvenis entram em campo às 13h30 e os adultos às 15h30.

Mudança de escala

O árbitro inicialmente escalado para a partida era Cristiano Antônio Teixeira. No entanto, ele teve um mal-estar que o impediu de apitar a partida, se dirigindo ainda no sábado para exames médicos mais detalhados. Em seu lugar, a Comissão de Arbitragem da FPF escalou o árbitro Rafael Vinícius Moura de Oliveira, menos experiente que o inicialmente escalado, o que gerou reclamações do time do Iguaçu.

“Viemos fazer nosso trabalho aqui, mas trocaram o árbitro. Trouxeram este senhor e nem o bandeira estava satisfeito. Duas faltas aqui que seria responsabilidade dele e o auxiliar disse que seria com o árbitro. Ele é um cara que está começando e não pode colocar num grande clássico como este agora”, reclamou o lateral-direito Luisinho Netto.

O jogo

O Iguaçu começou tentando abrir o marcador com uma blitz comandada pela dupla de Marcelos, Tamandaré e Moscatelli, mas teve a pressão inicial neutralizada pelo time do Vila Fanny, que colocou a bola no chão e não se impressionou com alguns dos grandes nomes do time alvinegro, como o meia Caio, ex-Coritiba, Flamengo, Paraná e Atlético-MG, e o zagueiro improvisado de lateral-esquerdo Aderaldo, ex-Paraná.

Na segunda etapa, o Vila Fanny teve chance clara de abrir o marcador com um pênalti ao favor. Magu aos 10 minutos cobrou mal e foi parado pelo goleiro Rodrigo. No entanto, a penalidade perdida não significou um grande abalo emocional para o time da casa.

Mesmo assim, quem saiu na frente foi o Iguaçu, aos 30 minutos. Luisinho Netto bateu falta da esquerda com força e Nenê não conseguiu segurar a pancada, chegando a desviar para as redes.

A resposta alvirrubra foi rápida. Aos 35 minutos foi marcada jogada perigosa com cobrança em dois lances no lado direito da área. Willian Israel ajeitou e Guelo mandou no canto esquerdo de Rodrigo.

A virada veio no mesmo ritmo, aos 40 minutos. Guelo apareceu sozinho na área para completar cruzamento à meia altura.

Nos juvenis, Fanny vence com relativa tranquilidade

Na preliminar, os juvenis do Vila Fanny venceram os do Iguaçu por 3 a 0. O resultado deixou os mandantes em quarto lugar com nove pontos, enquanto que os visitantes são os décimos com três.

O Fanny saiu na frente aos 13 minutos com Thiago e ampliou aos 35 com um belo gol de Alisson encobrindo o goleiro adversário. O terceiro gol alvirrubro saiu aos 29 minutos da etapa final com André aproveitando de cabeça cobrança de falta vinda da esquerda para o segundo pau.

Ficha Técnica:

Vila Fanny 2 x 1 Iguaçu

Estádio Ismael Gabardo, Vila Fanny, Curitiba

Vila Fanny: Nenê; Willian Israel,Everson, Matraca e Gasosa (Leco); Bruno Alves (Arthur), Alex (Anderson), Magu e Nilvano (Guelo); Cicinho (Coutinho) e Bruno França (Natan). Técnico: Nego.

Iguaçu: Rodrigo; Luisinho Netto, Dudu (Junio), Emerson e Aderaldo; Douglas, Zé Nunes (Tomate) e Caio (Feijão); Marcelo Tamandaré (Rogério), Marcelo Moscatelli (Pablo) e Thiaguinho (Romário). Técnico: Juninho.

Arbitragem: Rafael Vinícius Moura de Oliveira, André Luiz Severo e Ricardo Alexandre Santos.

Gols: Luisinho Netto (IGU, aos 30’/2.º), Guelo (FAN, aos 35’/2.º, aos 40’/2.º).

Cartões Amarelos: Nenê, Willian Israel, Everson, Matraca, Bruno Alves, Nilvano, Cicinho (FAN); Dudu, Emerson, Aderaldo, Rogério (IGU).

Confira imagens das partidas:

Este slideshow necessita de JavaScript.

About the author

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: