“Bortolazo” do Nova Orleans leva decisão da Suburbana para o 3.º jogo

Vitória do Nova Orleans em pleno Bortolo Gava, faz decisão ir para o terceiro jogo
Vitória do Nova Orleans em pleno Bortolo Gava, faz decisão ir para o terceiro jogo

Se um empate decidia para o Operário Pilarzinho em seus domínios após vitória por 1 a 0 fora de casa, a lógica do mando de campo foi para o espaço neste sábado (13), no Bortolo Gava. O Nova Orleans venceu por 3 a 0 o seu adversário e levou a decisão para o terceiro jogo, quarta-feira (17), às 20h15, na Arena Vermelha, no Novo Mundo, campo neutro. O vencedor leva a Suburbana 2014, competição cheia de surpresas.

Juliano foi o nome do jogo ao marcar duas vezes. Enquanto que Victor fez o terceiro do time da Zona Oeste. O título é inédito para o Operário e não é conquistado há 20 anos pelo Nova Orleans.

O jogo

Precisando do resultado, o Nova Orleans dominou as ações. A volta de Giovani ao time deu mais dinâmica ao jogo do time de verde, que mostrou mais repertório que na partida do José Drulla Sobrinho. Por outro lado, o Operário sentiu falta de Thiago Oliveira, suspenso.

Erramos

Ao contrário do que havíamos publicado. Éder não estava suspenso. Tinha levado apenas o segundo amarelo na ida. Logo, o time do Orleans alinhou na frente com a mesma dupla do jogo de ida: Igor e Éder.

Brilha o 8

Cada time levou um susto antes da abertura do placar. Aos 22 minutos, Márcio salvou a bola em cima da linha. Aos 35, a bola bateu duas vezes na trave de Jura após finalização do ataque do Nova Orleans.

Aos 37 minutos do primeiro tempo, Juliano bateu firme para abrir o placar para o Nova Orleans após lançamento na área. O gol já garantia a realização do terceiro jogo. A reação do técnico Peterson foi dada já na virada para o segundo tempo ao sacar Thomas e Cristian Neguinho para colocar Willian Pablo e Thiago Piotto.

A classe operária vai ao ataque

Um gol era o que separava o Operário Pilarzinho do título e assim a equipe da Zona Norte foi ao ataque, mas de maneira desordenada. Quem brilhou então foi o goleiro Rogério, que fez importantes defesas.

O pênalti e o desmoronamento

Vinícius havia acabado de entrar em campo quando sofreu o pênalti, convertido aos 31 minutos do segundo tempo. A distância no marcador impactou os atletas do Operário e resultou no terceiro gol, o de Victor, logo aos 38 minutos.

Cartão?

O jogo teve uma marca curiosa: nenhum cartão foi dado pelo árbitro Selmo Pedro dos Anjos Neto.

Ficha Técnica

Operário Pilarzinho 0 x 3 Nova Orleans

Operário Pilarzinho: Jura; Patrick, Rodrigo (Djouma) e Thiago Gbur; Vá, Robson, Molão, Bitoca e Cristian Neguinho (Thiago Piotto); Erlon e Thomas (Willian Pablo). Técnico: Peterson.

Nova Orleans: Rogério; Buiú, Du, Márcio e Victor; Peteca, Alex, Juliano e Giovani (Tonton); Igor e Éder (Vinícius): Técnico: Oliveira.

Árbitro: Selmo Pedro dos Anjos Neto, auxiliado por Ivan Carlos Bohn e Rafael Dias de Melo.

Gols: Juliano (UNO), aos 37/1.º e aos 31/2.º; Victor (UNO), aos 38/2º.

 

Nos próximos dias, o Futebol Metrópole mostra um poucos dos personagens do jogo.

 

Confira as imagens do jogo:

Este slideshow necessita de JavaScript.

About the author

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: