Com tripleta de Victor Tilly, Nova Orleans vence Uberlândia e avança

Victor Tilly comemora seu segundo gol, o terceiro do UNO: lateral foi o destaque da partida que levou seu time ao mata-mata

Com três gols do lateral-esquerdo Victor Tilly, o Nova Orleans, que dependia de um empate, carimbou sua passagem para o mata-mata da Suburbana ao vencer o Uberlândia por 4 a 1. A partida de sábado (20), no José Drulla Sobrinho, no entanto, teve também três expulsões e uma grave lesão do meia-atacante Fernandinho. Felipe Caron fez o outro gol do Nova Orleans, enquanto que Renan marcou para o Uberlândia.

“É um jogo que sabíamos que seria complicado. Agora é sermos focados para fazermos uma próxima temporada melhor”, disse Renan, do Uberlândia. “Jogo bom. A gente bem no primeiro tempo, no segundo caímos, mas tivemos espaço e pudemos fazer mais dois gols e estamos classificados”, afimou Victor Tilly, o artilheiro da tarde.

Com 16 pontos e 4 vitórias, o Nova Orleans fechou a primeira fase em oitavo, e encara o Iguaçu no mata-mata, que começa na próxima semana com duelo no próprio José Drulla Sobrinho. A FPF indicará qual jogo juvenil fará o jogo preliminar, pois o Nova Orleans, confira abaixo, não se classificou no juvenil. Já o Uberlândia encerra sua participação em décimo lugar com 10 pontos.

O jogo

Precisando apenas de um empate, o Nova Orleans jogou com um ataque mais leve e com menos preocupações. O Uberlândia precisava de uma vitória e torcer contra o Imperial ou fazer mais saldo que o time do Mossunguê, que vinha fazendo partida tranquila a alguns poucos quilômetros dali.

Com 23 minutos, o time verde saiu na frente com Felipe Caron aproveitando jogada de velocidade. Com vantagem no placar, o Nova Orleans passou a encontrar espaço.

O placar foi ampliado aos 34 minutos de pênalti. Victor Tilly cobrou alto e com força no canto esquerdo, sem chances para o goleiro Rafael.

Na segunda etapa, o Nova Orleans se acomodou e o Uberlândia começou a ganhar espaço e a atacar. E foi de pênalti, aos 15 minutos, que Renan diminuiu com uma cobrança rasante no canto direito de Jociel Henrique.

O jogo ficou aberto e o Uberlândia chegou perto do empate. No entanto, um lance grave aconteceu aos 39 minutos. Em disputa de bola com Marlon, Fernandinho, que havia entrado no segundo tempo, pisou em falso e fraturou o tornozelo esquerdo. A partida ficou parada por dez minutos até a remoção do atleta. Como tinha feito todas as alterações, o Nova Orleans ficou reduzido a dez jogadores.

Com o jogo sendo retomado, o árbitro Guilherme Natan Paiano dos Santos deu muitos minutos de acréscimos, numa quantidade considerada absurda pelas equipes. Sendo assim, aos 60 minutos, o Nova Orleans teve mais um pênalti. Mais uma vez Victor Tilly converteu.

Aos 61 minutos, Willians foi expulso e deixou o Nova Orleans com nove em campo. Aí seguiu-se uma confusão em que Bruno do Nova Orleans e Dennis do Uberlândia também foram expulsos.

Mesmo com oito jogadores contra dez, o Nova Orleans, aos impressionantes 64 minutos do segundo tempo, sim, você não leu errado, e a súmula do árbitro conta tempo com paralisação, conseguiu puxar um contra-ataque num pique de Victor Tilly. O camisa 6 ameaçou o passe, mas cortou o defensor para dentro e bateu na saída de Rafael para transformar o resultado em goleada. O jogo encerrou-se aos 65 minutos, dez além da paralisação.

Nos juvenis, Uberlândia vence e elimina Nova Orleans

Jogadores do Uberlândia comemoram o segundo gol da partida, marcado por Kevin

Na preliminar de juvenis, o Uberlândia venceu o Nova Orleans por 4 a 1 e fechou em segundo lugar, com 20 pontos, indo enfrentar o Iguaçu nas quartas de final em local a ser definido (depende do pareamento que a FPF fizer nas tabelas). O Nova Orleans ficou em nono lugar com 14 pontos e viu a vaga no mata-mata fugir pelo número de vitórias. A partida teve cinco expulsões, quatro delas do Nova Orleans, uma delas depois do apito final.

O Uberlândia mais eficiente na finalização e um Nova Orleans sem tanta confiança na finalização diante de uma defesa bem postada. A equipe visitante saiu na frente com uma bela jogada de Igor aos 26 minutos deslocando um zagueiro e batendo alto com categoria.

o Nova Orleans empatou com Alves aos 31 minutos finalizando com força após bola cruzada. A igualdade durou pouco com Kevin marcando de falta aos 33 minutos. Aos 42, Kevin fez mais um aproveitando confusão na área.

No segundo tempo, o ritmo do jogo caiu. O Nova Orleans perdeu um pênalti na trave aos 18 e tomou o golpe de misericórdia com o gol de Douglas aos 34 minutos.

Ficha Técnica:

Nova Orleans 4 x 1 Uberlândia

Estádio José Drulla Sobrinho, Orleans, Curitiba

Nova Orleans: Jociel Henrique; Gi, Du, Bruno e Victor Tilly; Ale, Juninho, Marcelinho (Willians) e Caio (Alex); Felipe Caron (Fernandinho) e Leomar (Ricardinho). Técnico: Rossano Sant’Ana.

Uberlândia: Rafael; Cliventon Georges (Marlon), Luan, Dennis e Boquita; Joilson, Nepo, Daniel, Franklin (Radamés) e Renan; Mauro. Técnico: Joãozinho Ribeiro.

Arbitragem: Guilherme Natan Paiano dos Santos, Sandra Maria Dawies, Sergio Henrique Monteiro Gomes.

Gols: Felipe Caron (UNO, aos 18’/1.º); Renan (UBE, aos 14’/2.º); Victor Tilly (UNO, aos 33’/1.º, aos 60’/2.º, aos 64’/2.º).

Cartões Amarelos: Gi (UNO); Nepo, Dennis, Joilson, Marlon (UBE).

Cartões Vermelhos: Willians (UNO, aos 61’/2.º, reclamação), Bruno (UNO, aos 62’/2.º, por entrada forte), Dennis (UBE, aos 62’/2, dupla advertência ao empurrar adversário).

Confira imagens das partidas:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: