Operário Pilarzinho e Iguaçu empatam primeiro ato da decisão

Mesmo com um a menos por 85 minutos da partida, o Operário Pilarzinho conseguiu buscar o empate contra o Iguaçu

O primeiro ato da decisão da Série A da Suburbana 2019 terminou empatado. Operário Pilarzinho e Iguaçu ficaram no 1 a 1 em jogo realizado neste sábado (30) no Bortolo Gava. Eric marcou para o Iguaçu, enquanto que Bitoca, de pênalti, empatou para o Operário Pilarzinho, que jogou desde os 5 minutos de jogo com um a menos, pois Rodriguinho foi expulso. As equipes voltam a se enfrentar no próximo sábado (7) no Egydio Ricardo Pietrobelli, às 15h30. Um novo empate leva a decisão para a terceira partida, enquanto que qualquer vitória simples dá o título para o vencedor.

“Jogo complicado, típico de final, campo apertado. Tiveram a chance de empatar e empataram. Treinar a semana toda e jogar em casa, onde a torcida apoia, onde gostamos de jogar e fazer a lição de casa”, disse Eric, autor do gol do Iguaçu. “Graças a Deus conseguimos buscar resultado, com um a menos. Na superação. O time deles é bom, com um a menos é mais difícil. Tivemos cabeça de correr atrás e buscar o resultado”, afirmou Bitoca, autor do gol do Operário Pilarzinho.

O jogo

O Iguaçu começou com uma formação diferente da usual, com Emerson, Douglão e Aderaldo formando uma linha de três zagueiros, com a equipe tentando forçar jogo nos alas buscando a dupla referência na área com Alex Pinhais e Eric. O Operário Pilarzinho entrou sem Aroldo, suspenso, substituído por Rodriguinho e com Robson Baroni atuando mais recuado.

Com apenas 5 minutos de partida, Rodriguinho foi expulso em lance que levantou demais o pé em uma disputa de bola. O árbitro José Mendonça da Silva Jr. deu vermelho direto em um lance que a maioria afirmaria ser no máximo para amarelo. Porém, mesmo com um a menos, o Operário Pilarzinho viu Paulinho e Adriano Sagui se desdobrarem no meio-campo, mantendo a partida equilibrada. Enquanto isso, o Iguaçu não abdicou de ter três zagueiros.

A proposta de jogo do Iguaçu, no entanto, mesmo perdendo o meio-de-campo, deu certo em um lance aos 41 minutos da etapa inicial. Gabriel foi ao fundo e cruzou para Eric abrir o placar de cabeça.

Estando atrás do placar e vendo que Luisinho Netto não abdicaria tão cedo dos três zagueiros, Marquinhos Passaúna arriscou e colocou Pedro Oldoni e Thomas Guedes ainda no intervalo para tentar anular a sobra da defensiva iguaçuana. E foi na movimentação do ataque do Operário Pilarzinho que a equipe da casa conseguiu pênalti a favor. Aos 14 minutos, Bitoca bateu firme deslocando Filipe, empatando a partida.

O Operário Pilarzinho seguiu melhor no meio-campo. O Iguaçu foi abdicar da formação com três zagueiros mesmo com um a mais em campo apenas nos 15 minutos finais, no entanto, insuficiente para conseguir levar a vantagem para o jogo em casa.

Nos juvenis, Skibinski brilha e deixa Hauer a um empate do título

Jogadores do Vila Hauer comemoram um dos gols de Luiz Skibinski: artilheiro fez a diferença

Na preliminar de juvenis, o artilheiro fez a diferença. O camisa 9 Luiz Skibinski fez os três gols da vitória do Vila Hauer sobre o Capão Raso por 3 a 1. O resultado deixa o Pantera a um empate do título. O Capão Raso precisa vencer para forçar um terceiro jogo. O gol do Tricolor de Aço foi marcado por Emanuel, contra. O jogo de volta é no próximo sábado (7) no Egydio Ricardo Pietrobelli, na preliminar de Iguaçu x Operário Pilarzinho.

O Capão Raso saiu na frente quando, em bola cruzada aos 30 minutos da etapa final, Murilo tentou finalizar, mas Emanuel colocou contra o próprio patrimônio.

Na segunda etapa, o Vila Hauer acordou para o jogo e no primeiro minuto Luiz Skibinski fez um antológico gol olímpico batendo do lado direito. Aos 19 minutos, em tabela com Schaerke, Skibinki pegou o rebote finalizando com categoria. O camisa 9 completou a tripleta aos 42 minutos com um portentoso voleio.

Ficha Técnica:

Operário Pilarzinho 1 x 1 Iguaçu

Estádio Bortolo Gava, Pilarzinho, Curitiba

Operário Pilarzinho: Juninho; Guilherme, Everson, Bruno Alves e Dionata; Robson Baroni, Rodriguinho, Adriano Sagui (Pedro Oldoni) e Bitoca (Kelvin); Paulinho (Thomas Guedes) e Wesley (Luciano Tanque). Técnico: Marquinhos Passaúna.

Iguaçu: Filipe; Emerson, Douglão, Aderaldo; Gabriel, Thiago Oliveira (Roney), Magu, Wellington Baroni e Victor Tilly (Diego Bianchini); Alex Pinhais (Felipe Caron) e Eric. Técnico Luisinho Netto.

Arbitragem: José Mendonça da Silva Jr., Heitor Alex Eurich, Weber Felipe Silva.

Gols: Eric (IGU, aos 41’/1.º); Bitoca (OPP, aos 14’/2.º).

Cartões Amarelos: Juninho, Bruno Alves, Kelvin e Marquinhos Passaúna (treinador) (OPP); Aderaldo, Emerson, Thiago Oliveira (IGU).

Cartão Vermelho: Rodriguinho (OPP, aos 5’/1.º, uso de força excessiva).

Confira imagens das partidas:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: