Trieste vence Vila Sandra de virada na abertura da Suburbana

No apagar das luzes, Lino deu a vitória ao Trieste

Numa partida bem disputada, e com final nervoso, no Ozório Claudino de Barros, o Trieste venceu o Vila Sandra de virada por 2 a 1. O duelo de sábado (3) entre os atuais campeões das duas divisões abriu a Suburbana 2019. Fernandinho abriu o marcador para o Vila Sandra, enquanto que Bruno Santos e Lino viraram para o Trieste, o último gol no último lance do jogo, que foi encerrado sem os quatro minutos de acréscimos, pois o árbitro Maykon Brito de Freitas apitou o fim após o auxiliar Danilo Padilha Porse ter sido atingindo por cusparadas da torcida. O árbitro relatou na súmula também tentativa de acerto de copo.

“Tomamos dois gols de bola parada. Um no finalzinho. A gente teve chances de fazer e não matamos jogo. No mínimo empate teria sido resultado justo”, disse o meia Caio do Vila Sandra. “Foi um jogo difícil. Estreias sempre são complicadas. Mas o time marcou, atacou, não deixou de atacar. Os três pontos foram importantes e agora vamos para o próximo jogo”, disse o lateral-esquerdo Lino, autor do gol da vitória do Trieste.

O resultado deixou o Trieste na vice-liderança, com três pontos, enquanto que o Vila Sandra é um dos oitavos colocados com nenhum ponto. Os dois times voltam a campo no próximo sábado (10). O Vila Sandra vai à Arena Vermelha enfrentar o Novo Mundo. O Trieste recebe o Nova Orleans no Francisco Muraro. Os juvenis entram em campo às 13h30 e os adultos às 15h30.

O jogo

A partida foi em alto nível técnico, ainda mais se levarmos em conta que as duas equipes foram reformuladas após a Taça Paraná e tinham desfalques. O Vila Sandra veio com uma dianteira leve, enquanto que o Trieste usava um meio mais marcador.

E foi numa boa arrancada de Raykar pela direita que o primeiro gol saiu aos 18 minutos do primeiro tempo. O camisa 7 usou de velocidade para superar os marcadores e rolar para Fernandinho converter de frente para o gol.

Quando parecia que ia para o intervalo com a vantagem, o Vila Sandra sofreu o empate. Aos 46 minutos, cobrança de falta levantada na área e o zagueiro Bruno Santos curtiu uma de atacante para empatar de cabeça.

O empate provocou uma mudança de cenário, mantendo a partida aberta, com os dois times buscando o gol e podendo ter chegado à vitória a qualquer momento.

No entanto, a vitória ficou com o Trieste. Uma falta foi marcada na meia direita. Aos 44 minutos, o lateral Lino cobrou, a bola passou por todo mundo sem desvio algum, cruzando a área e vencendo o goleiro André.

No momento seguinte, mesmo tendo indicado quatro minutos de acréscimos, o árbitro Maykon Brito de Freitas encerrou a partida, alegando que o auxiliar Danilo Padilha Porse foi atingido por cusparadas vindas da torcida que estava junto ao alambrado. Assim, o jogo terminou envolto em reclamações por parte da equipe do Vila Sandra, que questionou também cartões e a marcação de algumas faltas durante o jogo, como um lance em que o árbitro aplicou a regra dos seis segundos de posse bola do goleiro André em uma reposição.

Na súmula, o árbitro relatou o ocorrido e justificou ser impossível aguardar o prazo de 30 minutos regulamentares para reiniciar a partida e jogar os minutos de acréscimos restantes.

Reforços

Pelos menos dois reforços estão para chegar ao Trieste: o volante Jader, vindo do futebol catarinense, e o meia Choco. Este último foi revelado pelo Athletico e teve passagem pelo futebol do exterior.

Nos juvenis, Trieste também vence

Maicon comemora com o treinador Guilherme Gil o primeiro gol do Trieste

Na preliminar de juvenis, o Trieste também levou a melhor sobre o Vila Sandra por 2 a 1. Maicon e Paulo marcaram para o Tricolor. Nenê diminuiu para o Alvinegro. O Trieste larga em terceiro na tabela e o Vila Sandra em oitavo.

Todos os gols foram no primeiro tempo. O primeiro  saiu com uma bola afastada pelo goleiro gerando um bate e rebate concluído por Maicon aos 6 minutos. Paulo ampliou para o Trieste de cabeça, após escanteio batido da direita aos 12 minutos. O Vila Sandra diminuiu com boa finalização de Nenê aos 31.

Na segunda etapa, o jogo ficou mais brigado e o nível técnico diminuiu, com o Vila Sandra tendo desperdiçado algumas chances de empate, enquanto que o Trieste pôde matar o jogo ao fazer o terceiro mas não o fez.

Ficha Técnica:

Vila Sandra 1 x 2 Trieste

Estádio Ozório Claudino de Barros, Vila Sandra, Cidade Industrial de Curitiba, Curitiba

Vila Sandra: André; Robinho, Elizio (Vinícius), Gean e Adson; Herick, Raykar, Caio e Caíque (Patrick); Fernandinho e Bruninho (Bambu). Técnico: Marcos Franco.

Trieste: Raphael; Murilo, Linno Ribeiro, Bruno Santos e Lino; Edson Grillo, Gilton, Alcimar (Feijão) e Hideo; Edimar (Dudu) e William Koslowski. Técnico: Ivo Petry.

Arbitragem: Maykon Brito de Freitas, Reube Dobrychlop dos Reis e Danilo Padilha Porse.

Gols: Fernandinho (UVS, aos 18’/1.º); Bruno Santos (TRI, aos 46’/1.º), Lino (TRI, aos 44’/2.º).

Cartões Amarelos: André, Caio, Gean, Altevir Salles (auxiliar técnico) (UVS); Linno Ribeiro, Gilton (TRI).

Confira imagens das partidas:

Este slideshow necessita de JavaScript.

About the author

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: