Vila Fanny vira sobre Nova Orleans e segue invicto na Suburbana

Roney (10) comemora o gol de pênalti que deu vantagem pela primeira vez ao Vila Fanny: depois de três empates, a primeira vitória veio

Em uma partida disputada e, em alguns momentos ríspida, o Vila Fanny encerrou uma série agridoce (não vencia, mas não perdia) e bateu o Nova Orleans por 3 a 2, de virada, no José Drulla Sobrinho, quebrando a invencibilidade do adversário e mantendo a sua própria. Na partida de sábado (18), Diego, Roney e William Koslowski marcaram para o Fanny, enquanto que Junior e Fernandinho fizeram os gols do UNO.

“Foi um jogo truncado. A equipe do Fanny é muito forte. Vieram aqui atrás dos três pontos, nós também. Conseguimos até buscar um empate com gol nosso, mas o goleiro nosso teve infelicidade com o campo irregular”, disse o meia Fernandinho, autor de um dos gols do Nova Orleans. “Felizmente, mais uma vez, o time jogou bem. Diferente de contra o Trieste, fizermos boa partida e a vitória não veio. Hoje veio e pude ajudar a equipe a conquistar o resultado. Agora vamos seguir nesta batida e conquistar a classificação”, disse Wiliam Koslowski, autor do gol da vitória do Vila Fanny.

Com o resultado, o Vila Fanny chegou aos 6 pontos e é o sétimo colocado. O Nova Orleans está agora na oitava colocação com 5 pontos. Na próxima rodada, no dia 25, próximo sábado, o Nova Orleans vai ao Octávio Silvio Nicco e enfrenta o Imperial. Já o Vila Fanny, curiosamente, jogará novamente no José Drulla Sobrinho, pois o Ismael Gabardo segue interditado e o Donato Gulin estará ocupado, desta vez como mandante. O alvirrubro colocará sua invencibilidade à prova contra o líder Iguaçu. Os juvenis jogam às 13h30 e os adultos às 15h30.

O jogo

Nos primeiros minutos, o Nova Orleans dominou a partida. Sem a bola, a equipe recuava e congestionava a zona de passe do Vila Fanny. Com 11 minutos, Júnior acertou um bom chute da entrada da área e abriu o marcador.

Atrás no marcador, o time do Vila Fanny subiu a marcação e passou a sufocar a saída de bola do Nova Orleans. No entanto, no ataque, tentava sempre a bola longa e alta, facilitando o trabalho da defensiva local.

Quando colocou a bola no chão e tentou envolver a então invicta defesa do Nova Orleans, o Vila Fanny teve sucesso. Aos 40 minutos, Roney dominou, abriu espaço com dribles e encontrou Raposa na área. O camisa 11 fez pivô para Diego dominar de frente para o gol e desviar com categoria na saída de Matheus.

Na segunda etapa, o Vila Fanny virou a partida após pênalti marcado em toque de mão de Júnior. Roney bateu aos 10 minutos.

Atrás no marcador, o Nova Orleans partiu para cima e chegou a novo empate aos 28 minutos com Fernandinho acertando uma cabeçada quase no chão (lembra do Marcelo Araxá?).

Porém, a igualdade durou muito pouco com William Koslowski subindo de cabeça e cabeceando para baixo aos 32 minutos. A bola quicou no gramado e teve a trajetória amortecida, enganando o goleiro Matheus, que saltou em busca do que não mais passou ali.

Nos juvenis, Fanny também levou a melhor

Jean comemora o gol do Vila Fanny: derrota custou liderança ao Nova Orleans

Na preliminar de juvenis, o Vila Fanny venceu o Nova Orleans por 1 a 0. O único gol foi marcado por Jean. O resultado custou a liderança para o UNO, que agora é o quinto colocado com 7 pontos. O Vila Fanny agora é o terceiro com 9 pontos.

O Nova Orleans dominou as ações ofensivas com Charleston e Aguida, mas teve dificuldades para finalizar. Ao tentar bolas altas, ajudou a consagrar o bom goleiro Derick, que teve uma atuação segura e praticamente perfeita. O camisa 12 do Vila Fanny se saiu bem em antecipações de lançamentos e também em chutes de média distância.

Aos 29 do segundo tempo, Jean aproveitou bola cruzada em escanteio surgido após falta bem batida pelo goleiro Derick do meio do campo e fez valer aquele velho chavão do futebol: ‘quem não faz toma’.

Quitéria traz mais um

Num começo tremido na Suburbana, o Santa Quitéria ainda não venceu. O Auriverde montou um time com nomes bem conhecidos e ainda tenta emplacar. Para isso, trouxe uma atleta com passagem pelo profissionalismo, o lateral-direito Arílton, ex-Coritiba e Internacional, entre outros. Aos 29 anos e sem clube profissional, o jogador jogará a Suburbana pela primeira vez.

Ficha Técnica:

Nova Orleans 2 x 3 Vila Fanny

Estádio José Drulla Sobrinho, Orleans, Curitiba

Nova Orleans: Matheus; Gi, Du, Márcio e Victor Tilly; Alex (Bruno), Junior (Murilo), Caio (Ricardinho) e Fernandinho; Felipe Caron e Willians (Macaco). Técnico: Rossano.

Vila Fanny: Nenê; Felipe, Everson, João (Marquinhos Sá) e Paulinho; Magu , Massai (Aroldo), Marquinhos (Willian Tchê Tchê) e Roney (William Koslowski); Raposa (Arthur) e Diego (Marcelino). Técnico: Nego.

Arbitragem: Rafael Vinícius Moura de Oliveira, Zacarias Chumlhak, Gabriel Witonski Jaskulski.

Gols: Junior (UNO, aos 11’/1.º), Diego (FAN, aos 40’/1.º), Roney (FAN, aos 10’/2.º), Fernandinho (FAN, aos 28’/2.º). William Koslowski (FAN, aos 32’/2.º).

Cartões Amarelos: Alex, Felipe Caron, Murilo, Bruno, Ricardinho (UNO); Nenê, Marquinhos Sá, Aroldo (FAN).

Confira imagens da partida:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: