Em virada épica, Palmeirinha bate Vila Sandra e respira fora da ZR

Jogadores do Palmeirinha comemoram o gol de Nico, que deu números finais ao embate após segundo tempo alucinante

Após um primeiro tempo sem tantas emoções, o segundo tempo no último sábado (14) no Ozório Claudino de Barros foi completamente alucinante. Sete gols, virada do Palmeirinha sobre o Vila Sandra por 4 a 3 e os dois times começando a rodada decisiva da Série A da Suburbana fora da zona de rebaixamento. Melhor para o Palmeirinha, que saiu da lanterna e só depende dele para se salvar. Salvação que depende também só do Vila Sandra. Para entender o equilíbrio da competição, ambos ainda têm chance de uma classificação para o mata-mata.

“Mais uma vez saímos com resultados adversos. Faz planejamento, faz gol, toma empate, toma virada, faz gol, toma empate. O campeonato é difícil, mas vamos em busca de nosso objetivo que é ficar na Série A”, disse Zé Ricardo, atacante do Vila Sandra, autor de dois gols. “Demos tudo nesse jogo porque é vida ou morte e nosso time é isso, raça e determinação. Agora vamos para outra batalha contra o Trieste, pois precisamos ganhar”, afirmou o atacante Dolinha, do Palmeirinha, também autor de dois gols.

Os dois times têm 8 pontos, o Palmeirinha é o nono com saldo -9 e duas vitórias, o Vila Sandra é o décimo com saldo – 13 e duas vitórias e o Nova Orleans tem os mesmos 8 pontos e apenas uma vitória, estando na zona de rebaixamento, na 11.ª posição. O Imperial é o lanterna com sete pontos. Estes quatro times e o Uberlândia, oitavo com dez pontos, hoje entre os classificados, brigam tanto contra a degola como pela última vaga no mata-mata, o que é o prenúncio de uma última rodada eletrizante.

Na rodada decisiva, próximo sábado (21), a princípio com juvenis às 13h30 e adultos às 15h30, caso a FPF não ajuste já a tabela ao Horário de Verão, Imperial e Vila Sandra fazem confronto direto no Octávio Silvio Nicco. O Vila Sandra se salva com uma vitória simples. Um empate salva o alvinegro se o Nova Orleans não vencer ou o Palmeirinha for derrotado. O Imperial precisa vencer e torcer por um dos seguintes resultados: que Nova Orleans ou Palmeirinha não vençam, ou que o Uberlândia perca sua partida.

O Palmeirinha enfrenta o líder Trieste no José Carlos de Oliveira Sobrinho. Se vencer, alcança a permanência sem depender de outros resultados. Caso empate, terá de torcer por um dos seguintes resultados: empate no confronto entre Imperial e Vila Sandra; uma não vitória do Nova Orleans e qualquer resultado no Mossunguê. Em caso de derrota, o Verdãozinho do Tatuquara terá de torcer por uma derrota do Nova Orleans e para que o Imperial não vença o Vila Sandra.

Outro time que luta pela permanência, o Nova Orleans, recebe o Vila Fanny no José Drulla Sobrinho. Precisa vencer e torcer para que um desses resultados aconteçam: empate ou derrota de Vila Sandra, Palmeirinha ou Uberlândia. Caso empate, terá de torcer por uma derrota do Palmeirinha.

Com menos chances de queda, mas ainda ameaçado, o Uberlândia pega o Operário Pilarzinho no Bôrtolo Gava. O Papagaio se salva com uma vitória sobre a Coruja. Caso empate, precisa que o Vila Sandra não vença o Imperial e que Nova Orleans ou Palmeirinha também não vençam. Caso perca, um empate entre Imperial e Vila Sandra salva a pele do Uberlândia. No entanto, caso haja um vencedor na partida do Mossunguê, o Uber terá de contar que Nova Orleans e Palmeirinha não vençam seus jogos.

O jogo

O primeiro tempo no Corredor foi bastante truncado. O Vila Sandra esteve mais perto do gol, mas pouco finalizou ou, quando finalizou, não o fez da maneira mais correta.

Se o primeiro tempo foi ruim, o segundo tempo veio para redimir o futebol das equipes com um ritmo alucinante e muitas alternativas.

Tudo começou com um pênalti a favor do Vila Sandra. Aos 10 minutos, Zé Ricardo cobrou com categoria e abriu o placar.

O técnico da equipe alvinegra começava a fazer planos para segurar o marcador quando Alex 21 empatou o marcador aos 11 minutos.

Nem deu tempo para respirar, pois Dolinha virou para o Palmeirinha logo aos 12 minutos, botando mais fogo na partida.

O técnico Aroldo José resolveu abrir o time e colocar aos 16 minutos o ponta Leco no lugar do volante Marcos Paulo. A alteração surtiu efeito em quatro minutos. Aos 20 minutos, Leco ganhou na velocidade da defesa e deu um toque de cabeça para deslocar Anderson e empatar o jogo novamente.

O jogo seguiu disputado com os dois times buscando o gol. E foi novamente Dolinha que colocou o Palmeirinha mais uma vez na frente com uma conclusão aos 33 minutos.

Aos 40 minutos, o Vila Sandra conseguiu um pênalti. Mais uma chance convertida pelo centroavante Zé Ricardo. O 3 a 3, a bem da verdade, era um mau resultado para os dois, pior ainda para o Palmeirinha, que ocupava a lanterna naquele momento com seis pontos e não dependeria mais de si mesmo para se salvar.

No entanto, aos 43 minutos, veio um pênalti para o Palmeirinha e a chance de respirar fora da ZR pela primeira vez desde a 2.ª Rodada e de depender de si próprio para se manter na elite. Nico foi para a cobrança e converteu, superando o goleiro Thyago Moraes e garantindo o 4 a 3.

Nos juvenis, Vila Sandra goleia e segue vivo

Vila Sandra teve relativa facilidade para superar o Palmeirinha nos juvenis

Na preliminar de juvenis, o Vila Sandra goleou o Palmeirinha por 7 a 0 e segue vivo na competição. O Alvinegro tem 11 pontos e é o nono, dois pontos atrás do Capão Raso, o oitavo, o que significa ter chances de classificação. O Palmeirinha segue na lanterna sem ponto algum e apenas cumpre tabela.

O jogo começou sob um temporal e teve de ser parado por um minutos aos 2 minutos da etapa inicial devido à queda de granizo. O evento meteorológico durou cerca de um minuto e meio e a partida foi retomada com a chuva diminuindo e o gramado secando aos poucos.

Aos 14 minutos, Jamaica apareceu pela ponta esquerda e cruzou para Leandro bater de primeira e abrir o placar. Aos 32, Juninho chutou de longe e contou com falha do goleiro para ampliar.

Na segunda etapa, com o gramado melhorando,  o Vila Sandra se impôs mais física e tecnicamente. Aos 2 minutos, Irlan viu o goleiro adiantado e bateu por cobertura. Aos 9 minutos, João completou de cabeça para ampliar. Aos 18 minutos, Vinícius marcou de falta. Aos 33 minutos, foi a vez de Patrick mostrar estrela e finalizar bem.

Perto do fim, aos 39 minutos, um lance curioso. O Vila Sandra teve um pênalti a favor. Vinícius bateu por cima, mas o árbitro Marcelo Rodrigues Masena mandou voltar por invasão da área do time do Palmeirinha. O Vila Sandra trocou o batedor e Leandro converteu, fechando o placar em 7 a 0.

Ficha Técnica

Vila Sandra 3 x 4 Palmeirinha

Vila Sandra: Thyago Moraes; Cleiton, Lela, Vinícius e Gian; Fabrício (Cesinha), Guilherme (Clóvis), Marcos Paulo (Leco) e Nenê (Maia); Zé Ricardo e Adriano. Técnico: Aroldo José.

Palmeirinha: Anderson; Mazinho, Thiagão, Alessandro e Polaco (Rafael); Carlão, Alex 21, Maninho (Erick) e Nico; Dolinha e Gean (Marquinhos). Técnico: Wagner Primo.

Arbitragem: Cristiano Antônio Teixeira, Sandra Maria Dawies, Roberto Rivelino dos Santos Jr.

Gols: Zé Ricardo (UVS, aos 10’/2.º, aos 40’/2.º), Alex 21 (PGG, aos 11’/2.º), Dolinha (PGG, aos 12’/2.º, aos 33’/2.º), Leco (UVS, aos 20’/2.º), Nico (aos 43’/2.º).

Cartões Amarelos: Cleiton, Gian, Nenê (UVS); Mazinho, Nico, Marquinhos (PGG).

Confira imagens das partidas:

Este slideshow necessita de JavaScript.

About the author

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: