Iguaçu vence Imperial e retoma vice-liderança

Jogadores do Iguaçu comemoram o primeiro gol da partida, marcado por Magu: vitória combinada com derrota do Santa Quitéria fez com Alvinegro voltasse a ser o segundo colocado

Em partida realizada no Octávio Sílvio Nicco, o Iguaçu venceu o Imperial por 3 a 0. O resultado de sábado (14) recolocou o Iguaçu na vice-liderança da Suburbana, agora com 15 pontos, quatro a menos que o líder Trieste. O Imperial, com a primeira derrota em casa na competição, manteve-se em oitavo com 7 pontos. Magu, Roney e Wellington Baroni marcaram os gols da partida.

Um pênalti no começo do jogo causou polêmica, pois o time do Imperial alegou que o braço do zagueiro Thiago Maciel estava junto ao corpo. “Foi um jogo complicado. Tivemos um pênalti no começo um pênalti, não sei se mudou a regra, mas nunca que aquilo foi pênalti. Um minutos de jogo e ele marca um pênalti daqueles. Enfrentamos um adversário qualificado e agora é seguir em frente em busca da classificação”, analisou Maciel.

Para o Iguaçu, a classificação está cada vez mais perto, podendo confirmar até na próxima partida. “Partida excelente, treinamos para isso. Conseguimos e seguimos em busca de nosso objetivo que é a classificação”, disse Magu, volante do Iguaçu.

Os times voltam a campo no próximo sábado (21). O Imperial recebe o Novo Mundo no Octávio Silvio Nicco. O Iguaçu faz duelo alvinegro contra o Vila Sandra no Egydio Ricardo Pietrobelli. Os juvenis entram em campo às 13h30 e os adultos às 15h30.

O jogo

O placar foi aberto cedo e com polêmica. Em jogada de ataque do Iguaçu, o árbitro Diego Bonfim marcou pênalti alegando toque de mão de Thiago Maciel. O time do Imperial reclamou que o braço do defensor estava junto ao corpo em bola que o atingiu. Aos 3 minutos, Magu converteu a cobrança.

A partir daí, o Iguaçu passou a investir em jogadas do trio Baroni-Roney-Diego, enquanto que no Imperial Bruno e Juan eram os mais presentes na criação das jogadas. A partida manteve-se equilibrada por vários minutos.

O técnico do Imperial, Jardan Okoinski, foi expulso aos 28 minutos, ao reclamar com o auxiliar André Luiz Severo. O treinador já tinha amarelo por outra reclamação. A partir da metade deste ano, membros da comissão técnica podem ser punidos com cartão.

Aos 41 minutos, o Iguaçu ampliou. Wellington Baroni fez ótima jogada pela esquerda e bateu forte e cruzado. Tiago fez uma grande defesa, mas Roney alcançou o rebote e empurrou para as redes.

No segundo tempo, o Imperial chegou perto de diminuir com Arroz, que entrou no intervalo. Mas quem ampliou foi o Iguaçu, com Wellington Baroni aos 31 minutos. Ele recebeu lançamento, ganhou na velocidade da defesa e bateu na saída de Tiago.

Nos juvenis, Iguaçu goleia com show de Erick

Erick (10) comandou a vitória do Iguaçu sobre o Imperial nos juvenis

Na preliminar de juvenis, o Iguaçu, especialmente com um primeiro tempo avassalador, goleou o Imperial por 6 a 1. Com o resultado, o Alvinegro é o sexto colocado com 10 pontos. O Imperial é o décimo com 4 pontos. O grande destaque da partida foi Erick, autor de quatro gols. Ele irá pedir música no Futebol Metrópole durante a semana. Não perca!

O artilheiro da tarde começou marcando aos 2 minutos. Depois, ampliou aos 14 e aos 23 minutos. Aos 38, André fez o quarto do Iguaçu. Aos 40 minutos, Erick fez o quinto gol, o quarto dele na partida.

Com alterações na etapa final, o Imperial passou a ser menos vulnerável e diminuiu o placar aos 3 minutos com um belo gol do zagueiro Cezar.

O Tricolor poderia ter feito o segundo aos 8 minutos, mas Gabriel Oliveira viu sua cobrança de pênalti ser defendida pelo goleiro Willian. A resposta do Iguaçu veio aos 12 minutos, de pênalti, com Gabriel Netto batendo sem pegar distância, deixando o goleiro sem reação e fechando o placar em 6 a 1.

Ficha Técnica:

Imperial 0 x 3 Iguaçu

Estádio Octávio Silvio Nicco, Mossunguê, Curitiba

Imperial: Tiago; Boiadeiro, Thiago Maciel, Rafael e Bruno; Shed (Marçal), Nathan (Zeti), Samuca e Fumaça (Arroz); Juan (Ronaldinho) e Cauê (Paulista). Técnico: Jardan Okoinski.

Iguaçu: Filipe; Gabriel (Neto), Emerson, Douglão e Victor Tilly; Thiago Oliveira (Marquinho), Magu, Nilvano (Bruninho) e Wellington Baroni (Diego Bianchini); Roney (Felipe Caron) e Diego Armando (Geovani). Técnico: Luisinho Netto.

Arbitragem: Diego Bonfim, André Luiz Severo, Thiago Henrique da Silva.

Gols: Magu (IGU, aos 3’/1.º), Roney (IGU, aos 41’/1.º), Wellington Baroni (IGU, aos 31’/2.º).

Cartões Amarelos: Boiadeiro, Rafael, Paulista, Jardan Okoinski (treinador) (IMP); Magu, Wellington Baroni (IGU).

Cartão Vermelho: Jardan Okoinski (treinador, IMP, reclamação, aos 28’/1.º).

Confira imagens das partidas:

Este slideshow necessita de JavaScript.

About the author

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: